Barack Obama escolhe música de Kendrick Lamar como favorita do ano

Para presidente dos Estados Unidos, “How Much a Dollar Cost” foi a melhor canção de 2015

Rolling Stone EUA Publicado em 09/12/2015, às 18h37 - Atualizado às 18h46

O presidente dos Estados Unidos Barack Obama e o rapper da Califórnia Kendrick Lamar

Ver Galeria
(3 imagens)

É temporada de listas de melhores do ano, e a família mais importante dos Estados Unidos não ficou de fora de fazer escolhas relacionadas à cultura pop. Barack e Michelle Obama revelaram seus filmes, livros, programas de TV e músicas favoritos de 2015 à revista People.

Kendrick Lamar domina indicações ao Grammy 2016; veja lista completa.

Enquanto Michelle visa as paradas da música pop na escolha da canção – o hino funk/pop “Uptown Funk”, de Mark Ronson e Bruno Mars –, Barack vai um pouco mais fundo. O presidente norte-americano teve como música favorita de 2015 a faixa “How Much a Dollar Cost”, lançado por Kendrick Lamar em To Pimp a Butterfly.

A atmosférica e hinpnótica faixa de Lamar – que traz um gancho de James Fauntleroy e uma participação de Ronald Isley, do Isley Brothers – é o centro emocional de To Pimp a Butterfly. “É uma história real”, disse Lamar ao MTV News. “Estes momentos da minha vida são muito mais profundos do que entregar um dólar a alguém.”

Análise: Kendrick Lamar rompe a mesmice do rap norte-americano com To Pimp A Butterfly.

“Estes são, na verdade, momentos de integridade, de ter condições de conversar com alguém”, acrescentou o rapper de Compton (Califórnia), sobre “How Much a Dollar Cost”, na mesma entrevista. “Eu conversar com [esta pessoa desabrigada] foi simplesmente um ‘muito obrigado’ de deus. E eu senti deus falando por ele para chegar até mim.”

Entre outras escolhas de Obama estão o filme de ficção científica Perdido em Marte, de Ridley Scott, o livro Fates and Furies, de Lauren Groff, e a série dramática The Knick. Já entre os eleitos por Michelle estão a animação Divertida Mente, a sitcom da ABC Black-ish e a autobiografia de Elizabeth Alexander, The Light of the World.