Barry Gibb, dos Bee Gees, fala sobre problemas gerados pela fama: 'Pode te destruir'

Em entrevista, o músico explicou como o sucesso pode ser perigoso

Redação Publicado em 07/12/2020, às 17h08

None
Barry Gibb (Foto: Ian Gavan/Getty Images)

Os Bee Gees está entre os grupos que mais venderam discos na história - e grande parte disso tem a ver com a popularidade dos irmãos Barry, Robin e Maurice Gibb. Contudo, a fama tem um preço, e o último integrante vivo da banda, Barry, falou sobre isso em entrevista ao The Guardian.

+++LEIA MAIS: Como Bee Gees ajudou a aumentar a fama dos Beatles nos anos 1970

Segundo o músico, o fato de a fama ter vindo de forma tão intensa e repentina fez com que fosse difícil lidar com tudo: "Há fama e ultra-fama, e isso pode destruir. Você perde a perspectiva, está no olho de um furacão e não sabe que está lá. Você não sabe o que é amanhã, não sabe se o que você está gravando será um sucesso ou não. E éramos crianças, não se esqueça".

De acordo com o músico, o melhor momento dos Bee Gees foi antes do sucesso, pois nada interferia nas composições e nas ideias de cada um: “Antes de nos tornarmos famosos, foram os melhores momentos de nossas vidas. Não havia competição, não importava quem cantava o quê”.

+++LEIA MAIS: Viaje no tempo: Bee Gees faz versão incrível de 'Blowin 'In The Wind' de Bob Dylan em 1963

"Quando tivemos nosso primeiro número 1, 'Massachusetts', Robin cantou, e eu não acho que ele já superou isso; ele nunca sentiu que outra pessoa deveria cantar solo depois disso. E essa não era a natureza do grupo", concluiu Barry Gibb.

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ TICO SANTA CRUZ: 'A GENTE QUERIA PROVOCAR OS CONSERVADORES' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL