Baterista do Kings of Leon diz que, se pudesse, nunca mais tocaria “Sex on Fire”

Música do álbum Only by the Night é uma das mais pedidas pelos fãs da banda

Redação Publicado em 27/05/2014, às 11h40 - Atualizado às 19h28

Kings of Leon
Reprodução / Facebook oficial

Nathan Followill, baterista do Kings of Leon, está cansado. E a causa do problema é razoavelmente antiga: a música “Sex on Fire”. A faixa, uma das favorita dos fãs, é motivo de desgosto para o músico em todos os shows da banda, de acordo com entrevista dele ao jornal britânico The Sun (via o site Gigwise).

“Estávamos exaustos”, diz Caleb Followill sobre o hiato do grupo. Agora o grupo de Nashville está de volta com um novo e energizado LP. Leia a entrevista.

Não fosse o pedido dos fãs do Kings of Leon, a banda não tocaria mais a faixa, segundo o baterista. “Ficaria feliz se o meu sexo numa mais ficasse em chamas”, disse ele, em uma alusão ao título da música. “Os fãs a querem e nós temos que tocá-la. Depois de tantos discos, posso dizer, temos que debater muito sobre quais álbuns colocar no setlist. Todos têm suas favoritas.”

Ao fim da turnê do disco Come Around Sundown, em novembro de 2011, a banda anunciou um hiato. Problemas de alcoolismo no grupo tornaram-se públicos, principalmente após o lançamento do documentário Talihina Sky, no qual Nathan aparece na tela gritando com o vocalista Caleb Followill.

Vídeo: fã tira a roupa durante show do Kings of Leon e ganha convite para tomar cerveja com a banda.

O grupo então retornou com Mechanical Bull, no fim de 2013. E, de acordo com Nathan, os problemas com o álcool ficaram para trás. “Antigamente, em qualquer lugar que chegássemos, íamos direto para o bar local. Agora, nós pensamos em coisas como chegar em casa e colocar nossos filhos para dormir”, diz ele.

Abaixo, quase como uma provocação a Nathan, assista ao clipe de “Sex on Fire”: