Baterista do System Of A Down acredita que movimento Black Lives Matter 'nunca foi legítimo'

Músico também pensa que o movimento é um "instrumento de propaganda e angariação de fundos do Partido Democrata"

Redação Publicado em 07/07/2020, às 17h32

None
John Dolmayan (Foto: Divulgação)

 John Dolmayan, do System Of A Down, compartilhou uma publicação nas redes sociais sobre o Black Lives Matter. Nela, o artista diz como o movimento 'nunca foi legítimo'. As informações são do site Consequence of Sound.

Nesta segunda, 6, o músico divulgou uma foto de Secoreia Turner, criança negra de 8 anos que foi morta no fim de semana, em Atlanta, em meio a uma onda de violência armada na cidade. 

+++LEIA MAIS: Baixista do System Of A Down acha que coronavírus é ‘só um resfriado’

Na legenda, o artista escreveu: O suposto movimento de vidas negras nunca teve legitimidade na minha opinião e sempre foi um instrumento de propaganda e angariação de fundos do Partido Democrata".

Ele completou: "Juntamente com a antifa, eles se mostraram inimigos do povo dos Estados Unidos e adotaram a ilegalidade encorajada por uma mídia sensacionalista e pelas idiotas elites de Hollywood que as procuram em todas as oportunidades. Eles serão levados à justiça, mas quando? Quantos mais inocentes precisam ser assassinados antes de voltarmos a nossos sentidos".

 

+++LEIA MAIS: Baixista do System of a Down diz que, se dependesse dele, a banda já teria lançado 10 discos inéditos 

Em resposta, alguns perfis acusaram Dolmayan de "subestimar o racismo sistêmico". No entanto, o baterista comentou como "não há racismo sistêmico nos Estados Unidos".

Em meio aos protestos antirracistas que tomaram os Estados Unidos após o assassinato de George Floyd, John Dolmayan também apoiou o discurso de Donald Trump e afirmou como o presidente é "grande amigo das minorias".


+++ RAEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO