"Beach Boys fará show de reunião em 2011", diz Al Jardine

Guitarrista e um dos fundadores da banda revelou à Rolling Stone EUA que deve acontecer “pelo menos um show”, provavelmente gratuito, para celebrar 50 anos do grupo

Da redação Publicado em 22/07/2010, às 10h57

Al Jardine quer que o show de reunião do Beach Boys se torne uma turnê

Ver Galeria
(2 imagens)

Atualizada às 10h57

O Beach Boys fará um show de reunião em 2011 para celebrar o aniversário de 50 anos do grupo. A informação foi revelada pelo próprio Al Jardine, guitarrista e um dos fundadores da banda, em entrevista à Rolling Stone EUA.

O show deve contar com Al Jardine, Brian Wilson (teclado, baixo, percurssão e vocal), Mike Love (vocal), Bruce Johnston (baixo, teclado e vocal) e possivelmente o guitarrista David Marks (que substituiu Jardine quando ele saiu). "Com certeza vamos fazer pelo menos um show", revelou Jardine, que deixou o grupo de surf rock em 1998. "É uma grande novidade. Não sei ainda onde será realizado, mas provavelmente será gratuito. Já foram mencionados o Golden Gate Park, o shopping nacional de Washingston D.C., e a costa norte de Chicago, junto à praia."

Em dezembro de 2009, o Beach Boys se apresentou pela primeira vez no Brasil, com sua formação atual. Durante entrevista para a Rolling Stone Brasil, Mike Love, o principal vocalista e único remanescente do grupo original, já havia antecipado uma possível reunião dos Beach Boys sobreviventes em 2011: "Sim, já existem algumas negociações a respeito. O [canal de TV norte-americano] PBS já nos contatou para gravarmos um especial da série [de programas biográficos] American Masters. Pode ser que participemos de alguns shows em conjunto, mas não deve ser nada extenso, já que todos têm suas próprias bandas."

No entanto, de acordo com a Rolling Stone EUA, uma fonte próxima a Love confirmou que houve discussões sobre o show de reunião, mas que nada está confirmado. A empresária de Brian Wilson, Jean Sievers, disse que não está sabendo de planos para um show de reunião. "Brian lançará um grande álbum em agosto [Brian Wilson Reimagines Gershwin]. Ele está 100% focado nisso", disse Sievers.

Jardine disse que está tentando uma reunião com o grupo há anos. "Eu quero ver uma turnê de 100 shows em comemoração ao aniversário [do Beach Boys]", afirmou. "Quero passar pelo mundo inteiro, mas se este é o jeito que tem que ser, então que assim seja. Nós vamos ter que ensaiar um grande show. Digo, se nós estamos indo ensaiar para fazer um show tão maravilhoso, devemos levá-lo para estrada. É o próximo passo lógico e fico decepcionado que os outros caras não veem dessa maneira. Isso realmente me incomoda", reclamou.

Na última década, Love, Wilson e Jardine fizeram turnês separadas, cada um com seus projetos. Em 2001, Love processou Jardine por excursionar com o nome Beach Boys Family and Friends, e quatro anos depois entrou com uma ação contra Brian por "abusar" do nome Beach Boys quando promoveu Smile. Love e Jardine se resolveram fora do tribunal, enquanto o juiz retirou as acusações contra Wilson. Sobre isso, Jardine disse que a relação entre os três tem melhorado muito nos últimos anos. "Assim que terminamos nossos negócios, todos os fatores negativos foram embora", afirmou.

Love até chegou a emprestar os vocais para o álbum solo de estreia de Jardine no ano passado, intitulado A Postcard From California, na faixa "Don't Fight The Sea", que também conta com vocais de Brian, Bruce Johnston e Carl Wilson. O disco também inclui uma regravação de uma música de 1965 do Beach Boys, "Help Me Rhonda", e a participação de Alec Baldwin. Por enquanto, o álbum está disponível no iTunes, mas Jardine está à procura de um distribuidor para coloca-lo à venda em CD.