'Beatles era motivado por dinheiro', admite Paul McCartney

Em entrevista, Paul McCartney disse que, no início da banda, os Beatles queriam ganhar dinheiro, comprar guitarra, carro e casa

Redação Publicado em 06/12/2021, às 18h45

None
Paul McCartney (Foto: Reprodução / Kevin Winter / Getty Images)

O músico Paul McCartney disse que, no começo da carreira, os Beatles eram motivados por dinheiro antes de entender que estavam criando algo importante para a história da música. 

Em entrevista ao B&N Events para promover seu novo livro, As Letras, Paul McCartney ressaltou: "Quando saímos de Liverpool pela primeira vez, o motivo era dinheiro. Éramos crianças sem empregos. De repente, surgiu um emprego e por isso queríamos ser pagos. E, quanto mais dinheiro, melhor." 

+++LEIA MAIS: Beatles: documentário Get Back mostra Paul McCartney compondo clássico da banda em 2 minutos; confira

Na conversa, Paul McCartney ainda disse quando os Beatles começaram a conseguir sucesso, perceberam quanto dinheiro poderia lhes render. No entanto, eventualmente começaram a pensar de forma diferente.

Só mais tarde descobrimos que o que fazíamos era arte. Então, começamos a pensar: 'Ah, é mais nobre se não escrevermos por dinheiro e apenas escrevermos por arte ou amor?" completou o ex-Beatle. 
Paul McCartney, de atualmente 79 anos, prosseguiu: 
Mas, isso vem de qualquer maneira. Não é como se fosse excluído porque você está aceitando dinheiro. O que queríamos era uma guitarra, um carro e uma casa. Esse foi o auge de nossas ambições. Então, de repente, podíamos obtê-los."

Ainda no assunto, o astro argumentou que "a maioria das pessoas no mundo fica confortável em aceitar dinheiro por seu trabalho, então ele não achava que havia algo 'sujo' nisso." Ele também observou como o sucesso pode levar a obras de caridade.

Você não usa o dinheiro apenas para si mesmo. Pode haver alguém que está precisando desesperadamente de uma operação com quem você trabalha, ou com quem você é muito amigo, e você pode dizer: 'Olha, vá até a Harley Street, faça essa operação. Eu não quero você esperando por aí, pois pode levar meses."

+++LEIA MAIS: The Beatles: Get Back mostra banda na forma mais honesta e íntima - e Peter Jackson muda percepção do público sobre os Fab Four [ENTREVISTA]

Paul McCartney, que tem uma fortuna estimada em em US$ 1,2 bilhão (R$ 6.083 bilhões), finalizou: "Há muitas coisas boas sobre dinheiro: você não tem que simplesmente pegar tudo, você pode distribuí-lo. Você pode ser capaz de doar para grandes causas e ver as coisas mudando... bem, você pode ajudar as pessoas."

Confira a entrevista de Paul McCartney para o B&N Events. As informações são do site Ultimate Classic Rock