Beatles, U2 e mais: 5 vezes em que gravadoras recusaram músicos que se tornaram icônicos

Grandes gravadores podem ser responsáveis por descobrir sucessos estrondosos, mas também serem lembradas por rejeitarem ou abandonarem artistas antes do auge. Veja alguns casos:

Redação Publicado em 29/12/2019, às 15h00

None
Da esquerda para a direita estão Brian Epstein, John Lennon, Paul McCartney, Ringo Starr e George Harrison (Foto: AP Images)

As grandes gravadores são parte da engrenagem da indústria musical e sabem bem como ganhar dinheiro com futuros músicos. A equipe de A&R (Artistas e Repertório, em português), por exemplo, pode perceber quando alguma banda ou artista ganhará notoriedade. Mas, às vezes, as gravadoras podem tomar uma decisão ruim e perder alguns grandes discos e artistas, e sem dúvida, alguns anos depois lamentam o ocorrido. 

+++ LEIA MAIS: Os 100 melhores discos da década de 2010, segundo a Rolling Stone EUA [LISTA COMPLETA]

Por isso, separamos cinco vezes em que gravadoras rejeitaram ou abandonaram artistas antes deles se tornarem grandes fenônomenos. 

Venom

O grupo lançou discos inovadores nos anos 1980 e é conhecido por alguns como os criadores do black metal. Mesmo que Venom tenha sido influenciado pela nova onda do heavy metal britânico, eles estavam do outro lado da moeda do gênero, e a princípio, isso parecia algo arriscado para qualquer um. 

Sendo assim, quando a banda enviou a demo para a EMI, a resposta da gravadora não foi justificada, muito menos educada. Eles receberam apenas um "foda-se", em vez de "obrigado, não estamos interessados". 

Após terem sido recusados, a Neat Records fechou um contrato com o Venom e lançou o primeiro disco de estúdio, Welcome To Hell, e todos os outros até 1987. Grande parte da discografia da banda tornou-se bem bem-sucedida e culturalmente significativa. 


Ed Sheeran 

Ed Sheeran é um fenômeno global com bilhões de visualizações em vídeos no YouTube e streams nas plataformas digitais. Recentemente, o artista superou o U2 e teve a turnê mais lucrativa da história. No entanto, no início, as coisas eram bem diferentes para Ed

"Ruivo e gordinho demais", essa foi a resposta que ele recebeu de várias gravadoras até alcançar o estrondoso sucesso.

+++ LEIA MAIS: Ed Sheeran consegue ocupar o 1º lugar na Billboard pela terceira vez na carreira 

Ed Sheeran teve que lançar independentemente cinco EPs antes de ser contrado pela Asylum Recores e produzir o primeiro disco de estúdio, +


U2

Antes mesmo de alcançar o sucesso global com Joshua Tree, o U2 já era uma banda consolidada com um empresário e uma base de fãs local. 

Com aproximadamente 40 músicas prontas no momento em que foram contratados pela Island Records, a banda já havia sido lançada antes. 

+++ LEIA MAIS: Por que Bono, vocalista do U2, sempre usou óculos de sol?

Paul McGuiness foi o responsável pelo feito. O empresário ajudou a banda a gravar uma fita demo em 1979, que foi repassada para a RSO, mas lançada e publicada (apenas na Irlanda) pela CBS Records. Um ano depois, ganhou a atenção da gravadora na qual trabalham até hoje. 


Iggy Pop And The Stooges

Em 1971, depois de dois discos não tão bem-sucedidos mas hoje considerados como "cults", a Elektra Records abandonou o The Stooges, que se manteve firme apenas alguns anos depois devido a crescente dependência de heroína de Iggy Pop e alcoolismo com o resto da banda. 

+++ LEIA MAIS: Iggy Pop revela que "fumava teia de aranha para ficar chapado"

Iggy era extremamente tóxico para qualquer gravadora antes de se livrar dos vícios (David Bowie o aconselhou em relação ao uso de drogas), então um novo contrato estava fora de questão. 

Mas Bowie, como um bom amigo, passou contatos e deu recomendações ao Pop, que o levou a ter um contrato com a Columbia Records alguns anos depois.


The Beatles

Provavelmente essa é a rejeição mais famosa da história das gravadoras. O icônico quarteto - que viria se tornar icônico alguns anos depois - tocou 15 músicas na sede britânica da Decca Records no ano novo de 1962 e sentiu o gosto do não naquele momento. 

"As bandas de guitarra estão esgotadas", disse a gravadora, no trecho citado na autobiografia de Brian Epstein, A Cellarful of Noise

+++ LEIA MAIS: Gravadora que rejeitou os Beatles em 1962 leiloa fita da audição por US$ 90 mil

Os Beatles não insistiram muito, e pouco tempo depois, assinaram um contrato com a EMI que os levou para o estrelato.


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'