Bella Thorne derruba servidor de site adulto ao anunciar conteúdo íntimo exclusivo: 'Falar sobre a política por trás do julgamento sobre o corpo feminino'

Atriz de 22 anos pretende faturar ao menos US$ 1 milhão por mês

Redação Publicado em 21/08/2020, às 08h12

None
Bella Thorne (Foto: Instagram / Reprodução)

Bella Thorne, ex-estrela da Disney, derrubou o servidor do site OnlyFans ao anunciar o perfil na plataforma conhecida pelo compartilhamento de conteúdo íntimo exclusivo. Para ter acesso ao conteúdo, como vídeos e fotos, é necessário pagar assinatura mensal. 

O perfil de Bella foi anunciado na noite de quinta, 20, e logo causou instabilidade no servidor. A atriz divulgou o novo negócio com um vídeo de biquíni nas redes sociais, que se aproxima de dois milhões de reproduções apenas no Instagram. “Animada para falar sobre a política por trás do julgamento sobre o corpo feminino e sexo”, comentou.

+++ LEIA MAIS: Por que o site pornô Pornhub é ameaçado de fechamento em petição que alega conteúdos criminosos?

Segundo a Paper Magazine, a estimativa de lucros da atriz com as assinaturas é de 1 milhão de dólares por mês. Cada assinante paga US$ 20 para ter acesso ao conteúdo. Bella também vai produzir um documentário sobre a experiência na plataforma, com direção de Sean Baker

No último ano, Bella publicou as próprias nudes após ser ameaçada com pornografia de vingança por um hacker. Alguns meses depois, anunciou a estreia como diretora pornográfica em parceria com o Pornhub. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

ONLY FANS ^^^^

Uma publicação compartilhada por BELLA (@bellathorne) em


+++ DELACRUZ SOBRE FILHOS, VIDA E MÚSICA: 'ME ENCONTREI NO AMOR, NA FAMÍLIA, NO LADO BOM'