Benedict Cumberbatch questiona a liberdade na Inglaterra após prisão de brasileiro

Ator da série Sherlock se manifestou através de quatro páginas de texto exibidas para fotógrafos

Redação Publicado em 22/08/2013, às 13h33 - Atualizado às 13h50

Benedict Cumberbatch
AP

Benedict Cumberbatch, ator da série britânica Sherlock, decidiu fazer um protesto silencioso questionando profundamente as raízes da liberdade britânica após um incidente ocorrido com um brasileiro que tentava deixar a Inglaterra, na última semana.

Transitando pela TV e em blockbusters, ator britânico Benedict Cumberbatch coleciona elogios.

David Miranda tentava sair do país pelo aeroporto Heathrow, o maior do país, mas foi detido pela polícia britânica. A reação de Cumberbatch não foi falada, mas, sim, escrita.

Durante uma gravação de Sherlock, ele presença de alguns fotógrafos para posar ao lado dos textos. As informações são do site alemão Cumberbatch Germany, que, como o nome diz, é dedicado a reunir informações do ator.

“Questões que temos o direito de perguntar em uma democracia, a (David) Cameron, Theresa May, GCHQ, professores, pais, uns aos outros”, diz ele, que cita o primeiro-ministro e a ministra do interior do Reino Unido e a sigla da central britânica de Inteligência. “HDs destruídos, jornalistas detidos em aeroportos... democracia?”

Cumberbatch ainda se refere à lei Antiterrorismo usada pelas autoridades britânicas. “É a erosão das liberdades civis vencendo a guerra ao terror?”, questiona ele. “O que eles não querem que você saiba? E como eles conseguem saber disso? A exposição das técnicas deles causam uma ameaça a nossa segurança ou apenas constrangimento a eles?”