Bernard Madoff ganha cinebiografia nos EUA

Diretor quer Dustin Hoffman no papel do investidor norte-americano que fraudou cerca de US$ 50 bilhões em Wall Street

Da redação Publicado em 25/04/2009, às 12h39

Em breve nos cinemas: a vida de Bernard Madoff, norte-americano responsável pela megafraude de US$ 50 bilhões (R$ 110 bi) no esquema conhecido como "Pirâmide". O produtor Edmund Druilhet disse ao programa da TV norte-americana The Insider que a obra, batizada Madoff Made Off With America, já estava em fase de produção desde março. Nas próximas semanas, ela começa a ser rodada.

Em entrevista publicada no site do projeto, Druilhet diz já ter o roteiro pronto e anunciou que irá estrear como diretor no longa. Como produtor, seu último trabalho foi em Polanski, cinebiografia pouco repercutida de Damien Chapa sobre o cineasta Roman Polanski.

Para quem vai o papel principal? Dustin Hoffman seria ideal, segundo Druilhet. Mas o ator não está no vídeo de testes difundido pela rede, e sim atores bem menos conhecidos, no casting para encontrar "o Satã de Wall Street" (veja no vídeo abaixo).

O site de notícias The Daily Beast, de Tina Brown (ex-editora chefe da revista New Yorker), prontamente publicou nova sugestão para outro papel de destaque no filme: além de Dustin como protagonista, Barbra Streisand daria uma boa Ruth Madoff, a mulher de Bernard.

Em um dos vídeos do site, Druilhet afirma que ninguém desde Adolf Hitler tomou tanto dinheiro do povo judeu.

A sentença de Madoff - que operou por quase 50 anos em Wall Street e está atrás das grades desde março, quando assumiu a culpa pelo esquema fraudulento - sai em 16 de junho e pode chegar a 150 anos.

Figuram na lista de vítimas de Madoff o diretor Steven Spielberg e os atores Kevin Bacon e John Malkovich.