Beyoncé é criticada por usar áudio ligado a um acidente no clipe da música “XO”

A cantora usou uma gravação relacionada à tragédia com o ônibus espacial Challenger, ocorrido em 1986; ela respondeu explicando que

Redação Publicado em 31/12/2013, às 13h59 - Atualizado às 14h25

Beyoncé em São Paulo
Nick Farrell/Invision/AP

De acordo com o canal norte-americano ABC, Beyoncé vem sendo criticada por astronautas e ex-astronautas da NASA por ter usado um sample da gravação da tragédia com o ônibus espacial Challenger, ocorrida em 1986, na faixa “XO”, de seu novo disco, Beyoncé (ouça abaixo).

Músicos que vão dos palcos para as passarelas, como Beyoncé.

O Challenger explodiu 73 segundos após a decolagem, matando os sete tripulantes. Na época, o relações públicas da NASA, Steve Nesbitt, foi gravado dizendo as palavras "Os controladores do voo estão aqui observando a situação com muito cuidado. Obviamente algo não funcionou direito". Quase três décadas depois, Nesbitt está aposentado, mas as frases ditas por ele podem ser ouvidas nos primeiro seis segundos de “XO”. Os familiares daqueles que estavam envolvidos na tragédia também se manifestaram e Beyoncé deu uma declaração à ABC sobre o caso.

Como Beyoncé conseguiu manter segredo sobre o disco que lançou de surpresa?

"Fico condoída pelas famílias daqueles que perdemos na tragédia do Challenger. A música ‘XO’ foi gravada com a sincera intenção de ajudar aqueles que perderam alguém querido e para nos lembrar de que coisas inesperadas acontecem, então, amem e apreciem cada minuto que têm com aquelas pessoas que significam muito para você”, disse. “Os compositores incluíram o áudio como uma forma de tributo ao trabalho da equipe do Challenger na esperança de que ela nunca seja esquecida.”

“Eu senti que queria seguir os passos de Madonna e ter meu próprio império”, diz Beyoncé.

June Scobee Rodgers, viúva do comandante do Challenger, Dick Scobee, disse que ficou “decepcionada” com a decisão da cantora de incluir esse áudio.

Rock in Rio 2013: Beyoncé domina primeira noite do festival.

"O momento incluso nessa música é emocionalmente difícil paras as famílias colegas e amigos [da tripulação] do Challenger. Sempre escolhemos focar não em como perdemos essas pessoas queridas, mas sim em como eles viveram as vidas deles e como o legado deles vive até hoje.”

Beyoncé mostra a faixa “XO” ao vivo pela primeira vez.

Dentre as muitas outras manifestações negativas há ainda a de Keith Cowing, ex-funcionário da NASA: "A escolha desse áudio histórico e solene é extremamente inapropriada. É como se você pegasse as palavras de Walter Cronkite anunciado a morte do presidente Kennedy ou ligações feitas ao serviço de emergência durante os ataques ao World Trade Center e usasse isso para chocar em uma canção pop”, diz ele, que quer que o trecho seja removido e que Beyoncé peça desculpa às famílias da equipe do Challenger.