Beyoncé Illuminati, Paul McCartney morto e mais: 8 teorias da conspiração inacreditáveis do pop [LISTA]

De envolvimento com seitas religiosas a histórias envolvendo assassinatos e trabalho para o governo norte-americano, as teorias listadas são realmente bizarras

Camilla Millan Publicado em 14/12/2019, às 13h00

None
Montagem Paul McCartney, Beyoncé e Michael Jackson (Foto:reprodução/divulgação)

O ano era 2009, 25 de junho. Todos os canais de televisão e jornais impressos só noticiavam um acontecimento: a morte de Michael Jackson. Vítima de intoxicação por grandes quantidades de remédios, o Rei do Pop estava em boa condição de saúde na época do incidente, o que fez multiplicar as teorias de que ele ainda estaria vivo.

Dez anos depois, Jackson não reapareceu com vida - pelo menos não em imagens de qualidade - e alguns fãs, assim como jornalistas e pesquisadores, continuam acreditar que o artista está vivendo escondido.

+++ LEIA MAIS: Acusadores de Michael Jackson de Leaving Neverland podem processar o músico novamente; entenda

Apesar da proporção alcançada pela teoria da não-morte de Michael Jackson, muitos outros artistas têm seus nomes ligados a conspirações inacreditáveis. BeyoncéJay-Z são relacionados ao Illuminati enquanto Paul McCartney, por exemplo, teria morrido e sido substituído pelos Beatles.

Diante de diversas teorias da conspiração, a Rolling Stone Brasil resolveu listar algumas histórias bizarras cujas justificativas - apesar de muitas vezes questionáveis - tem embasamento digno de narrativas reais. Confira os 8 artistas envolvidos em teorias conspiratórias:

Queen Bey Illuminati

beyoncé illuminati

A história do envolvimento de Beyoncé e a seita Illuminati não é nova. Segundo os defensores dessa teoria da conspiração, a cantora teria se associado aos Illuminati no final de 1990, quando começou um relacionamento com Jay-Z - considerado um dos membros do grupo. 

+++LEIA MAIS:7 motivos que comprovam que Beyoncé é realmente a 'dona do mundo' [LISTA]

Para quem não sabe, o grupo Illuminati seria - resumidamente -  uma sociedade secreta que controlaria política e economicamente o mundo por meio da elite intelectual. O grupo, representado por um triângulo, também é associado à gravadora de Jay-Z, uma vez que ela tem um formato triangular.

O sucesso astronômico da cantora é associado à seita, e segundo os teóricos, Beyoncé acenou aos Illuminati na apresentação dela no Super Bowl de 2013, quando fez o logo da Roc Nation (gravadora de Jay-Z) com as mãos. A canção "Single Ladies" também entra na teoria, uma vez que acreditam que mensagens podem ser escutadas se a música é ouvida de trás para frente. 

+++ LEIA MAIS: O Rei Leão: Trilha sonora produzida por Beyoncé é uma carta de amor para a África

Duas mortes também são ligadas à Beyoncé. A cantora de R&B Aaliyah, morta em 2011 em acidente de avião, teria sido assassinada por ter tentado romper ligações com os Illuminati, e assim Beyoncé a teria substituído. O falecimento da comediante Joan Rivers também é ligado à cantora. Segundo teóricos, ela serviu de sacrifício para a sociedade secreta uma vez que nasceu em 1933 e morreu aos 81 anos, dia do aniversário de 33 anos de Beyoncé, em 4 de setembro de 2014. 

Beyoncé não estava grávida de Blue Ivy

beyoncé não estava grávida

Outra teoria na qual Beyoncé está envolvida é relacionada a sua filha, Blue Ivy Carter. Segundo teóricos, a cantora teria se casado com Jay-Z para tornar-se a primeira-dama Illuminati e turbinar a carreira. 

+++LEIA MAIS:Beyoncé, Kendrik Lamar e Leonard Cohen: os 10 discos da década, segundo a revista Time [LISTA]

Para se concretizar na posição de primeira-dama, a cantora teria fingido estar grávida de Blue Ivy, usando uma barriga falsa enquanto, na verdade, contratava uma barriga de aluguel. Uma das provas da teoria seria o gif de Beyoncé em uma entrevista para TV australiana em 2011. No vídeo, a barriga da cantora parece se dobrar enquanto ela senta em um sofá.

Além disso, Beyoncé teria homenageado a seita por meio do nome dado à filha. Blue Ivy seria abreviação para "Born Living Under Evil, Illuminti's Very Youngest" - "Nascido vivendo sob o mal, o mais novo dos Illuminati", na tradução livre. 

Marilyn Monroe teve morte encomendada

Marilyn Monroe reproduc
A atriz, modelo e cantora norte-americana foi encontrada morta em 5 de agosto 1962. A morte, declarada como consequência de uma overdose - e na época considerada suicídio - não é aceita por diversas pessoas, incluindo teóricos que ligam o acontecimento com a Central de Inteligência Americana (CIA).

Segundo essa teoria, Marilyn Monroe teria sido assassinada pela CIA por "saber demais" e representar uma ameaça para o governo. Na época, Monroe teve um relacionamento com presidente John. F. Kennedy

Uma das justificativas para essa hipótese é a de que Monroe possuia um diário - que desapareceu antes da morte dela - no qual havia anotações sobre JFK e a Guerra fria, incluindo um plano da CIA de matar Fidel Castro.

Além das inconsistências relacionadas aos depoimentos contraditórios de empregados relacionados à artista, os teóricos se apoiam na fala do legista Theodore Curphey. Na época, ele falou que se tivesse morrido por overdose de barbitúricos, Monroe teria sentido dor e seu corpo estaria contorcido - diferentemente da cena encontrada. Além disso, não havia vômito no quarto. Segundo o legista, na autópsia também não foram encontrados resquícios de tinta amarela no estômago – cor da cápsula dos calmantes.

Ainda, a cena encontrada pelos policiais parecia ter sido forjada: Monroe segurava um telefone, tinha o corpo arrumado na cama e havia um frasco vazio de remédios, mas nenhum copo. 

Lindsay Lohan tinha irmã gêmea que morreu

Gêmea lindsay Lohan reprod
Os teóricos dessa história acreditam que Lindsay Lohan, na época do famoso filme Operação Cupido, contracenava com sua verdadeira irmã gêmea, Kelsek Lohan

+++ LEIA MAIS: Demônios, mortes e alucinações: a verdadeira história de Frozen, da Disney 

No entanto, segundo a teoria, a irmã da atriz morreu por circunstâncias misteriosas que a Disney não queria divulgar. A empresa também acreditava que a notícia trágica acabaria com a bilheteria do longa.

Dessa forma, a Disney disse que Lohan interpretou os dois papéis. No entanto, não termina aí. Os adeptos da teoria também relacionam os escândalos comportamentais da atriz, assim como o envolvimento com drogas, à mentira da não existência de sua irmã. 

Kim Kardashian trabalha para governo norte-americano

Kim kardashian (Photo by Evan Agostini/Invision/AP)
De acordo com uma famosa teoria da conspiração, Kim Kardashian seria uma agente secreta dos Estados Unidos. E o objetivo? introduzir o estilo de vida americano a homens e mulheres. 

+++LEIA MAIS:Donald Trump canta Bohemian Rhapsody nesta montagem bizarra - e divertidíssima; assista

A hipótese não é defendida apenas por teóricos. Mostafa Alizadh, trabalhador em um órgão governamental do Irã especializado em crimes cibernéticos, afirmou em 2016 que Kim Kardashian estaria operando com o diretor executivo do Instagram para influenciar a juventude do país. Tudo isso por meio das famosas selfies dela.

Uma das provas para o envolvimento da Kardashian com o governo norte-americano seria a visita que a influencer e empresária fez a Donald Trump em 2018. A conversa foi sobre a reforma carcerária, e, no mesmo dia, a modelo conseguiu o perdão do presidente para a pena de Alice Marie Johnson.

Avril Lavigne foi substituída

avril lavigne substituida reprod
Aos 17 anos, Avril Lavigne alcançou o topo das paradas com o álbum Let Go. E, segundo teóricos, a pressão da fama fez com que a cantora tivesse depressão e tirasse sua vida em 2003. No entanto, seu empresário L.A. Reid teria descoberto a morte de Lavigne, e como não queria deixar de ganhar dinheiro, contratou uma sósia.

+++LEIA MAIS:Avril Lavigne compartilha número de celular no Twitter para se “conectar com fãs”

A escolha da sósia Melissa Vandella não teria sido aleatória, uma vez que ela já teria sido "utilizada" por Avril para despistar fãs da cantora na rua. 

Desde que a teoria surgiu, compara-se a aparência, atitudes e até o alcance vocal da cantora antes e depois da suposta morte. De acordo com os teóricos, a cantora "original" tinha 1,58 enquanto a nova, 1,55. Além disso, a voz teria mudado de mezzo para soprano e o nariz estaria diferente. 

+++LEIA MAIS: Justin Bieber descobre que é primo de Avril Lavigne e Ryan Gosling

Até os álbuns teriam mudados após a morte de Avril, primeiramente com uma temática bem mais obscura - pela morte da cantora - e posteriormente tornaria-se um tipo de pop, criticado anteriormente pela estrela.

Em 2002, antes da suposta morte, a cantora deu entrevista à MTV Austrália e revelou que não seria uma das “garotas do pop que se apresentam com dançarinas e playback”. 

Keanu Reeves é imortal

Keanu reeves imortal
Pode parecer inacreditável, mas há pessoas que não só acreditam como querem provar a imortalidade de Keanu Reeves, astro famoso pela atuação na franquia Matrix.  

+++ LEIA MAIS: As 14 vezes que Keanu Reeves foi o 'rei da década'

O site keanuisimmortal.com junta diversas imagens com o objetivo de mostrar que Keanu Reeves na verdade é o ator Paul Mounet. Ele supostamente morreu em 1922, mas o corpo nunca foi encontrado. 

Além disso, a personalidade bondosa de Reeves é tida como consequência de uma longa vida de aprendizado e paciência, possível apenas com uma idade bem mais avançada.

+++LEIA MAIS: Os 10 melhores filmes de Keanu Reeves, de acordo com as avaliações do Rotten Tomatoes [LISTA]

Outra identidade passada de Keanu Reeves seria Carlos Magno, primeiro Imperador do Sacro Império Romano que teve morte suspeita. 

Paul McCartney morreu e foi substituído

Paul McCartney substituído reprod

Uma das teorias mais famosas é, sem dúvidas, a morte de Paul McCartney. Segundo a história, em 1966, McCartney teria brigado com Lennon, deixado o estúdio e dado uma carona a uma fã chamada Rita que, ao perceber a identidade do beatle, teve um ataque histério e provocou um acidente letal para o músico.

+++ LEIA MAIS: "Ob-La-Di, Ob-La-Da", dos Beatles, é a música pop mais próxima da perfeição; entenda

Devido ao trágico acidente, McCartney teria sido decapitado, perdido um olho e a maioria dos dentes. Os integrantes dos Beatles teriam sido levados ao local do acidente por Maxwell, um homem do serviço secreto britânico. 

Mesmo com a morte de McCartney, os Beatles decidiram continuar. Anunciaram uma pausa nos shows e procuraram por um substituto de McCartney por meio de um concurso realizado pela revista Teen beat. O escolhido teria sido William Campbell, submetido a cirurgias plásticas para se parecer com o músico morto. 

+++ LEIA MAIS: Rolling Stones, Paul McCartney e mais: 7 das 10 turnês mais rentáveis da década são de artistas do rock

Mesmo com a farsa, a banda teria dado várias dicas da morte de Paul McCartney. Em "Revolver", Paul é o único a olhar para fora, apenas com um olho à vista. Em "Yesterday" e "Today", duas bonecas decapitadas podem ser visualizadas próximas a ele. E a de Abbey Road seria com mais referências à morte do beatle.

Além disso, as mensagens poderiam ser escutadas nas músicas do grupo quando tocadas de trás para frente. Em "Getting Better", escutaria-se “Paul morreu, ele perdeu sua cabeça” (em “Getting Better”) e “eu enterrei Paul” em “All Together Now”, entre outras. As letras normais também teriam pistas, como e, "A Day In Life" com o trecho “ele explodiu sua mente num carro”. 

Elvis não morreu

elvis reproducao
Forjar a morte não é novidade no mundo das teorias da conspiração. Uma das principais hipóteses do gênero é, definitivamente, a de Elvis Presley. O Rei do Rock n' Roll, datado como morto em 16 de agosto de 1977 devido a uma parada cardíaca causada por overdose, tem uma legião de fãs que juram que o astro está vivo.

A crença da não-morte do astro vai muito além do slogan "Elvis não morreu". O músico possui sociedades de pessoas que se juntam para discutir os motivos dele estar vivo, as Elvis Sighting Societies

+++LEIA MAIS:Elton John relembra encontro com Elvis Presley que o levou a prever a morte do cantor

Segundo os apoiadores da teoria, Elvis Presley teria fingido a morte para fugir da fama e dos paparazzi. Outras pessoas acreditam que o músico teria se protegido de uma organização criminosa conhecida como “The Fraternity”.

Essa última teoria é tão forte que se transformou em um livro, o Is Elvis Alive. A obra de Gail Brewer-Giorgio, publicada em 1988, tem um trecho sobre a teoria do cantor ter fugido devido às ameaças da organização criminosa: “Elvis decidiu fingir a própria morte porque se não fizesse isso ele seria assassinado”.

+++LEIA MAIS: Macaulay Culkin mostra como seria a versão real e atual de Esqueceram de Mim

Uma das provas para sustentação da teoria é o filme Esqueceram de Mim, protagonizado por Macaulay Culkin em 1990. O músico teria feito uma aparição no longa como o homem barbudo que é filmado no aeroporto. O vídeo da cena foi postado no Youtube desde 2018 e já foi visualizado milhões de vezes. Confira:


+++ FRANCISCO EL HOMBRE SOBRE RASGACABEZA: 'É UM DISCO INDIGESTO, TOCA EM PONTOS DOLORIDOS E ÍNTIMOS'