The Big Bang Theory teria continuado por mais 2 anos se Jim Parsons, o Sheldon, não tivesse saído

Em entrevista, o produtor John Shaffner falou sobre o plano inicial para a produção

Redação Publicado em 26/05/2020, às 15h32

None
The Big Bang Theory (Foto: Warner / Reprodução)

The Big Bang Theory encerrou em 2019, após 12 temporadas. No entanto, segundo o produtor John Shaffner, a série de sucesso teria continuado por mais dois anos se Jim Parsons, ator de Sheldon Cooper, não tivesse saído. As informações são da NME.

+++LEIA MAIS: Como Sheldon Cooper reagiria à pandemia de coronavírus? Showrunner de The Big Bang Theory responde

Em entrevista ao Metro UK, John Shaffner falou que o plano inicial para a produção incluia mais anos: “As notícias de que [o programa] estava terminando foram divulgadas porque a Warner Bros. preparou uma introdução adequada para explicar isso a todos, mas o elenco não sabia”. 

O produtor continuou: “O que ocorreu foi que Jim Parsons entrou em contato com Chuck Lorre [criador da série] durante a semana de folga e disse que não poderia mais voltar. E Chuck sempre disse que se um membro do elenco deixasse o programa, o programa teria que terminar”.

+++LEIA MAIS: Como o elevador de The Big Bang Theory quebrou - e quando consertaram?

Segundo Shaffner, "a Warner Bros. e a CBS queriam assinar por mais dois anos", mas a decisão foi tomada. “Estava de volta ao escritório e descobri isso, desci e vi Johnny Galecki [Leonard] e Kaley Cuoco [Penny] na loja de quadrinhos se abraçando e chorando”, falou o produtor sobre a reação do elenco.

"Durante muito tempo, as pessoas encontraram dificuldade em aceitar a decisão e a equipe ficou muito desapontada porque foi um bom trabalho, mas realmente respeitei o que Jim fez. É melhor sair por cima”, concluiu John Shaffner.

+++ LEIA MAIS: The Big Bang Theory: furo na história de Howard é percebido 12 anos depois de ir ao ar


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE