Bill Murray contratou assistente surdo para que ninguém conseguisse falar com ele durante as gravações de Feitiço do Tempo

O filme foi lançado em 1993 e se tornou um sucesso entre o público

Redação Publicado em 22/06/2020, às 16h17

None
Bill Murray em O Feitiço do Tempo (Foto: Reprodução)

Em entrevista de 2012 à EW, Harold Ramis, diretor do filme O Feitiço do Tempo, revelou que Bill Murray contratou um assistente surdo para que ninguém conseguisse falar com ele durante as filmagens da produção (via Far Out Magazine).

Ramis comentou como o ator passava por problemas na vida pessoal na época do filme - o que afetou o humor dele no set. Isso, somado a decisão do artista em não ter nenhum agente ou representante, dificultou a comunicação da equipe com Murray.

+++ LEIA MAIS: Como Ser Bill Murray: a vida de uma das mais amadas (e excêntricas) estrelas de Hollywood

"Bill tinha todos esses ressentimentos óbvios em relação à produção, então foi muito difícil se comunicar com ele. As chamadas não voltavam. Assistentes de produção não o encontravam", falou Ramis.

O diretor então falou como um integrante da equipe sugeriu para o ator contratar um assistente - proposta a qual o artista concordou.

+++ LEIA MAIS: Novo filme de Wes Anderson ganha trailer com Bill Murray e elenco estrelar; assista à prévia de The French Dispatch

“Então, ele contratou um assistente pessoal que era surdo, não tinha fala oral, falava apenas a linguagem de sinais norte-americana, que Bill não falava, nem mais ninguém na produção. Mas Bill disse: 'Não se preocupe, eu vou aprender a linguagem de sinais'. E acho que foi tão inconveniente que, em algumas semanas, ele desistiu. Isso é anti-comunicação, sabe? Não vamos conversar", enfatizou Ramis.

Depois do lançamento de O Feitiço do Tempo em 1993, Harold Ramis anunciou que não trabalharia mais com Murray (eles tinham feito parceria em outros cinco projetos até então), como relembra a Far Out Magazine.


+++ A PLAYLIST DO SCALENE