Pulse

Billie Eilish é acusada de plágio ao divulgar coleção de roupas; entenda

A cantora pop lançou a coleção de merchandising com a marca de streetwear Siberia Hills

Redação Publicado em 12/08/2019, às 14h30

None
Billie Eilish (Foto: Owen Humphreys / Press Association / Via AP)

Billie Eilish lançou a coleção de merchandising, intitulada de Love Live!, juntamente com a marca de street wear Siberia Hills. No entanto, os produtos foram acusados de plágio. A arte que estampa as peças é do artista Makoto Kurokawa. 

 

+++ LEIA MAIS: Dark pop: de Billie Eilish a Melanie Martinez, quais são as estrelas da música sombria e dançante

No último sábado, a Siberia Hills divulgou um comunicado no Instagram pedindo desculpas por usar o desenho Nozomi Tojo. 

"Para o artista talentoso Mr. M_Qurokawa, pedimos desculpas por usar a arte para a nossa colaboração de mercadorias com Billie Eilish", escreveu.

"Billie e sua equipe não sabiam que estávamos usando arte, eles só acreditavam no produto".

A empresa anunciou que todos que fizeram a compra terão o dinheiro de volta. A polêmica surgiu no Twitter após um usuário assimilar as duas artes. 

+++ LEIA MAIS: Billie Eilish atinge recorde na Billboard conquistado por Alanis Morissette e Sinead O'Connor

"Billie Eilish está vendendo a arte roubada do Nozomi em seu merch. Que porra é essa?", escreveu @nestuur em um tweet que acumulou milhares de retweets.

"Essa 'marca' Siberia Hills é uma criadora de conteúdo que rouba materiais e os vende a preços exorbitantes, o que é ilegal sob as leis de direitos autorais dos EUA e Japão", escreveu o usuário do Twitter @NoiresDusk.

+++ LEIA MAIS: Thom Yorke acha Billie Eilish a única artista interessante na música atual

Eilish ainda não comentou publicamente sobre o assunto, mas o tweet que promovia a merch foi excluído e os produtos retirados do site.

+++ LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019