Billie Eilish revela luta contra depressão: ‘Não achava que passaria dos 17 anos’

A música veio do momento de depressão vivido pela artista em 2018

Redação Publicado em 24/01/2020, às 07h56

None
Billie Eilish (foto: Jordan Strauss / Invision/ AP)

Billie Eilish comentou a letra de “Bury a Friend” durante uma entrevista para o canal CBS, mais especificamente como a vida dela se relaciona com a faixa.

“Eu estava tão infeliz no ano passado”, diz Billie, referindo-se a 2018. “Eu estava realmente sem alegria." A fama cobrava o preço na cantora, que não conseguia mais sair em público sem ser reconhecida e perdeu vários amigos que não se identificavam mais com a fase pop-star que Eilish estava.

+++LEIA MAIS: Conheça os 8 discos indicados ao Grammy 2020 de Melhor Álbum do Ano - e quais as chances de cada um

“Eu não quero soar sombria, mas eu não achava que iria passar dos 17, “ disse Eilish a apresentadora Gayle King. Em resposta, a entrevistadora perguntou se o verso “I wanna end me” em “Bury a Friend” significa que a cantora pensava em suicídio.

“Era sobre mim, sim”  começou Eilish. “E também rimava,” brincou. “Eu penso nessa vez em que estive em Berlim e estava sozinha no meu hotel ... E eu lembro que havia uma janela no quarto ... Eu lembro de chorar porque estava pensando em como seria a maneira como eu iria morrer. Eu ia fazer mesmo aquilo.”

+++LEIA MAIS: Billie Eilish não lançará disco em 2020, mas confirma documentário: ‘Morrendo de medo’

Tendo contado com o apoio da família e tratamento para superar o quadro de depressão clínica, Billie Eilishmanda uma mensagem de apoio aos fãs que passam pelo mesmo: “ Eu apenas os agarro pelos ombros e fico tipo, 'Por favor, cuide-se e seja bom consigo mesmo e seja gentil consigo mesmo ... não dê esse passo extra e se machuque ainda mais.”


 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 1), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL