Billie Eilish não está feliz com o próprio corpo: ‘E quem está?’

Em entrevista ao The Guardian, Billie Eilish falou da relação com o próprio corpo e e criticou padrão corporal imposto pela sociedade.

Itaici Brunetti Publicado em 03/08/2021, às 10h38

None
Billie Eilish na capa do disco Happier Than Ever (Foto: Divulgação)

Bilie Eilish está em alta. A jovem cantora de 19 anos lançou Happier Than Ever, segundo disco da carreira que ultrapassou 1 bilhão de streams em poucos dias. No entanto, nem por isso ela está feliz consigo mesma e possui frustrações com o próprio corpo. 

Em recente entrevista ao The Guardian, Billie Eilish foi bastante sincera quando o assunto foi o próprio corpo e criticou o padrão corporal imposto pela sociedade. "Vejo pessoas na internet com uma aparência que nunca tinha visto e imediatamente penso: 'Oh, meu Deus, como eles são assim? Isso me faz me sentir muito mal," desabafou. 

+++LEIA MAIS: Billie Eilish imagina cenário ideal para ouvir Happier Than Ever; confira

"Quero dizer, tenho muita confiança em quem eu sou e estou muito feliz com a minha vida. Obviamente, não estou feliz com o meu corpo. Mas, quem está?," questionou a dona dos hits "Bad Guy", "Lost Cause" e "Therefore I Am." 

Anteriormente, Eilishdeclarou que usa roupas largas como uma forma de "conforto mental" perante a relação que tem com o próprio corpo. "Quando estou no palco, tenho que me desassociar das ideias que tenho do meu corpo. Uso roupas largas que são mais fáceis de se mexer sem mostrar tudo, pois tenho uma relação terrível com o meu corpo, como você nem imagina," disse. 

A cantora prosseguiu: "Então, você pega uma foto de um paparazzi quando estou correndo para a porta de casa, acabado de colocar qualquer coisa [roupa], sem saber que[a foto] estava sendo tirada, e todo mundo fica, tipo, lhe chamando de gorda."

+++LEIA MAIS: Billie Eilish é acusada de ‘queerbaiting’ em novo clipe; entenda

Estendendo o assunto sobre corpos, Eilish finalizou criticando o padrão imposto pela sociedade: 'Nós só precisamos dos nossos corpos para comer, andar e fazer cocô. Só precisamos deles para sobreviver. É ridículo que alguém se importe com corpos. Tipo, por quê?". 

As informações são do The Guardian

+++LEIA MAIS: ‘Odiei cada segundo’, diz Billie Eilish sobre produção do disco de estreia


+++ FIUK: 'TENHO ROCK NA VEIA DESDE CRIANÇA' | ENTREVISTA | RS