Billie Eilish revela que era ‘muito religiosa’ até se tornar ‘anti-religião’; entenda

A cantora pop de 18 anos falou sobre Deus: "Eu não acredito e nem desacredito"

Redação Publicado em 23/07/2020, às 10h38

None
Billie Eilish no Lollapalooza Berlin (Foto: Britta Pedersen / DPA / AP Images)

Nos últimos meses de confinamento, Billie Eilish se abriu mais sobre sua personalidade e vida pessoal. 

+++LEIA MAIS: Billie Eilish quase fez terapia aos 12 anos por causa de Justin Bieber: 'chorava muito por ele'

Durante o programa me & dad radio, produzido pela Apple Music, a cantora de 18 anos explicou que era "super religiosa sem nenhum motivo" quando era mais jovem. Até o momento, ela nunca havia comentado sobre teologia ou crenças religiosas.

Agora, durante o podcast (via NME), Eilish disse: "Minha família nunca foi religiosa. Eu não conhecia ninguém que fosse religioso. Mas, por alguma razão, quando menina, eu era incrivelmente religiosa. Isso durou anos. E então, a certa altura, não sei o que aconteceu: simplesmente desapareceu completamente."

+++ LEIA MAIS: Billie Eilish não segue mais ninguém no Instagram; razão seria mensagem contra abusadores

"Foi estranho, porque então eu tive alguns anos quase anti-religiosos sem motivo, e não sei por que isso aconteceu", ela continuou. "Eu não sei o que me fez assim. E depois desse período da minha vida, amei a ideia de outras crenças."

A estrela pop continuou dizendo que era "muito patético" ter uma mente fechada sobre o assunto e agora adora ouvir sobre a crença de outras pessoas.

+++LEIA MAIS: Beatles são banda de rock de maior sucesso em 2020 - e venderam mais de 1 milhão de discos no primeiro semestre

No final da entrevista, Eilish concluiu: "Mas eu não acredito e nem desacredito: fico neutra. Estou aberta a todas as crenças, basicamente. E sim, eu amo a ideia de que existe um Deus. Então, por que não? Como eu saberia? Não vou dizer que sei, não sei - ninguém sabe.”

 


+++ FREJAT: O DESAFIO É FAZER AS PESSOAS SABEREM QUE O DISCO EXISTE