Billie Eilish se desculpa após ser acusada de racismo contra asiáticos; entenda

Cantora também se evolveu em polêmicas ao ser acusada de 'queerbating' no clipe de 'Lost Cause'

Redação Publicado em 22/06/2021, às 12h48 - Atualizado às 13h00

None
Billie Eilish na capa doo disco Happier Than Ever (Foto: Divulgação)

Além de ser acusada de "queerbating" por conta do clipe de "Lost Cause," Billie Eilish foi criticada por falar um jargão racista contra asiáticos em vídeo. Nos stories do Instagram, a cantora pediu desculpas sobre o caso.

O vídeo, publicado no TikTok, mostra uma Billie Eilish mais nova, com cerca de 13 ou 14 anos, em uma atitude responsável por fazê-la "vomitar." A dona de "Bad Guy" decidiu usar a rede social para explicar o acontecimento, assim como pedir perdão para quem se sentiu ofendido com as falas.

+++LEIA MAIS: Tudo o que você precisa saber sobre novo disco da Billie Eilish, Happier Than Ever

"QUERO abordar isso porque sou rotulada como algo que não sou. Há um vídeo em torno de mim quando tinha 13 ou 14 anos, onde murmurei uma palavra de uma música que na época eu não sabia ser um termo depreciativo," afirmou. "Estou chocada e envergonhada. Quero vomitar por isso. Ouvi essa palavra pela primeira e única vez nessa música, pois nunca foi usada perto de mim. Apesar da minha ignorância e idade na época, nada desculpa o fato de ter sido doloroso. Por isso, sinto muito."

A música em questão é "Fish," de Tyler, the Creator, a qual conta com um insulto racial na letra. Billie Eilish também explicou como a intenção dela, na época, não era zombar de pessoas de uma cultura diferente.

+++LEIA MAIS: ‘Odiei cada segundo’, diz Billie Eilish sobre produção do disco de estreia

"Era um jargão sem nexo e apenas eu brincando, e de forma alguma uma imitação de alguém ou qualquer idioma, sotaque ou cultura, nem um pouco. Quem me conhece já me viu brincando com vozes durante toda a minha vida," finalizou.

A cantora também se envolveu em outra polêmica. Foi vista namorando o ator Matthew Tyler Vorce, quem, alguns anos atrás, ofendeu pessoas negras e LGBTQIA+. Vorce se pronunciou sobre e pediu desculpas.

+++LEIA MAIS: Billie Eilish concorda com Tyler, The Creator em crítica ao Grammy: ‘Politicamente correto de usar a palavra com N’


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL