Billie Joe Armstrong escolhe 15 músicas do Green Day para definir a vida dele

O artista revelou histórias por trás de hits clássicos da banda

PATRICK DOYLE, ROLLING STONE EUA Publicado em 29/01/2020, às 21h32

None
Billie Joe Armstrong, vocalista do Green Day (Foto: Stephan Solon/Divulgação)

Billie Joe Armstrong lembra de ter perguntado ao professor de violão sobre uma questão que mudaria a vida dele. "Eu disse: 'Como você escreve uma música?'", conta o cantor e guitarrista do Green Day de 47 anos no estúdio em Oakland. "Tudo o que ele disse foi: 'É verso, refrão, verso, refrão, ponte, verso, refrão - misture da maneira que você quiser". 

Logo, isso era tudo o que Billie Joe conseguia pensar. Os hinos de três acordes sobre crescer - com toda a solidão, ansiedade, uso de drogas e masturbação que podem surgir - ressoaram com uma geração a partir do disco de 1994 Dookie, que recebeu certificado de diamante de 1994. 

+++ LEIA MAIS: Billie Joe Armstrong recria capa icônica dos Beatles e Frances Bean Cobain aprova; veja

Seja ele escrevendo músicas punk ou uma ópera de rock com poder político, Billie Joe tem as mesmas regras: "É tão importante tentar ser o mais honesto possível com seu público. Quando as pessoas encontram uma conexão profunda, é porque você está tentando encontrar a própria conexão dentro de si. Eu acho que é isso que realmente acaba transcendendo".

Alguns hits chegaram a ele em cinco minutos, outros demoram mais. Ele terminou recentemente uma música com a qual está trabalhando desde 1993. E em fevereiro de 2020, com 30 anos de carreira, o Green Day revelará um novo e emocionante som no 13º disco, Father of All…

+++ LEIA MAIS: "Minha mãe bebia junto com o Green Day", relembra Dave Grohl sobre viagens com Foo Fighters

Armstrong diz que se trata de dar um chute na alma - estilo Motown, Prince, Amy Winehouse e outros - e “passar isso pelo filtro do Green Day”. Na faixa-título, ele canta em falsete enquanto o baterista Tré Cool lança uma batida selvagem, estilo Mitch Mitchell, que Armstrong chama de “uma das as coisas mais insanas que ele já tocou”.

"Billie estava se esforçando para chegar a um lugar mais novo", disse o baixista Mike Dirnt. “E tivemos que perseguir isso. Qual é o par para o curso, porque ninguém se afunda mais do que Billie.”

+++ LEIA MAIS: Antes de Green Day: Billie Joe relembra foto antiga ao lado de Mike Dirnt; veja

Na entrevista, Billie Joe é amigável, mas também um pouco reservado, fazendo longas pausas entre as respostas sobre a trajetória. "Eu não quero parecer um babuíno", diz ele, parando a si mesmo em um ponto. Cool, o companheiro de banda e amigo de três décadas, certa vez o descreveu como “talentoso e atormentado. O cérebro de Billie é como 18 gravadores tocando simultaneamente em círculo. Então ele tenta ter uma conversa ... e ele está olhando nos seus olhos, 'Hein?'".

"Fo**a-se ele!", Billie Joe diz agora, rindo, depois de ouvir a citação. "O que ele sabe?". Mas Armstrong admite que não tem muita certeza de como o próprio cérebro funciona quando se trata de composição. Mesmo que tenha escrito muitas músicas, ele ainda fica ansioso quando não cria uma há algum tempo. "Você sente: 'Oh, meu Deus, eu vou escrever outra música de novo?' Então, de repente, algo aparece e você passa de se sentir como um perdedor para o rei do mundo."

+++ LEIA MAIS: Green Day: Billie Joe queria "deixar todo mundo mal" com ataque de raiva durante show histórico no iHeartRadio 

Confira as 15 músicas do Green Day que o artista escolheu para definir a trajetória dele na banda:


1) “409 in Your Coffeemaker” (1990)

Depois de abandonar o ensino médio, Billie Joe não sabia para onde ir. O músico diz: "Eu não sabia como seria a vida. Eu acho que é quando eu sou o mais honesto como compositor, quando me sinto perdido". O processo de composição da faixa surgiu a partir dos sentimentos tristes que ele transformou em "algo mais empoderador".

+++ LEIA MAIS: Dente quebrado e lama: Green Day relembra show histórico de 1994 


2) “2000 Light Years Away” (1992)

A música foi escrita para Adrienne - atual mulher do cantor - quando o artista estava no meio de uma turnê. "Quando você escreve uma música para uma pessoa pela qual se apaixona, não sabe qual será a resposta", comentou o músico.


3) “Welcome to Paradise” (1991)

Na canção, o artista relembra os desafios de se mudar de uma casa nos subúrbios para ir viver em um armazém. Apesar da transformação brusca, o músico enfatiza que "de repente, você começa a se sentir em casa".

+++ LEIA MAIS: O que o Green Day queria alcançar com Dookie?


4) “She” (1994)

Quando começou a namorar uma mulher chamada Amanda, o cantor aprendeu sobre feminismo. "Eu escrevi isso como uma canção de amor para ela, mas também foi sobre aprender sobre o ativismo dela."


5) “Longview” (1994)

O artista revela que queria fazer uma música parecida com "Message of Love", dos The Pretenders - mas precisava de uma linha baixo. Depois de uma noite repleta de drogas, a banda alcançou o que desejava. "É uma música com um som único."

+++ LEIA MAIS: ENTREVISTA RS: As crônicas de Dookie, o disco do Green Day que levou o pop punk da sarjeta para a MTV


6) “Brain Stew” (1995)

Com a música, o artista queria mostrar "o lado assustador de se tornar uma estrela do rock. Você não pode controlar o resultado da sua vida. Eu queria mostrar o lado mais feio do que o Green Day era capaz".


7) “Good Riddance (Time of Your Life)” (1997)

Billie Joe revela que escreveu a música para uma namorada que iria morar no Equador - e isso em 1993, mas a faixa foi lançada em 1997. A canção é sobre "tentar ser legal, aceitar que, na vida, as pessoas vão em direções diferentes".

+++ LEIA MAIS: ENTREVISTA RS: Dookie, 20 anos: Billie Joe Armstrong relembra os bastidores do disco que levou o Green Day ao estrelato


8) “Minority” (2000)

Com um viés acústico, o artista escreveu a música no período eleitoral norte-americano. "Eu acho que essa música é sobre declarar que você está saindo da linha, você não faz parte das ovelhas e tentando encontrar seu próprio individualismo."


9) “Jesus of Suburbia” (2004)

O artista queria escrever uma música que parecesse uma "mini-ópera". No processo, o cantor descreveu o experimentalismo que conquistou e relembrou que a faixa "parecia um território desconhecido" e que ele levou as "composições para outro nível".

+++ LEIA MAIS: Billie Joe Armstrong é ousado ao escolher a música favorita do Green Day


10) "Holiday" (2004)

No meio das tensões políticas e o início da Guerra no Iraque, o artista almejava criar algo "provocativo". "Essa música era apenas sobre tentar encontrar a própria voz e a própria individualidade e questionar tudo o que você vê na televisão, na política, na escola, na família e na religião."


11) “21 Guns” (2004)

Com a carreira de músico, o cantor enfatizou que se sentia perdido em aluns momentos e é sobre isso que a música trata.

+++ LEIA MAIS: Green Day toca ‘Basket Case’, do clássico disco Dookie, no AMA 2019; assista


12) “Fell for You” (2012)

Para Billie Joe, a música é um retrato do realístico. "Quando você cresce, você pode causar muitos destroços na vida, então é melhor escrever uma música sobre isso."


13) “Ordinary World” (2016)

Depois de participar do filme Ordinary World, o artista pretendia  compor uma música que falava sobre a vida do personagem. "É apenas descobrir que as coisas mais simples da vida são as maiores conexões que você pode ter".

+++ LEIA MAIS: Green Day, Fall Out Boy e Weezer fazem paródia de O Âncora para divulgar turnê conjunta; assista 


14) “Love Is for Losers” (2018)

Apesar de não ser uma música do Green Day, Billie Joe incluiu na lista. A faixa foi produzida pelo artista e todos os instrumentos foram gravados por ele. 


15) “Father of All …” (2020)

Na faixa, o músico queria experimentar e balancear o Motown com a soul music. Além disso, o artista afirma que "estava apenas lutando na vida e acho que isso tem a ver com refletir sobre a cultura atual em que estamos. Com Mike tocando o baixo, ele meio que criou essa música final do Green Day. E nunca me senti tão orgulhoso de um single antes na minha vida."

+++ LEIA MAIS: Billie Joe ou Billie Eilish? Artista recria a música 'Bad Guy' no estilo do Green Day; ouça


+++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 2), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL