Billie Joe Armstrong sempre quis regravar Warning, disco do Green Day: 'Ao vivo soa tão melhor'

O músico explicou que "Warning," single do trabalho, tem muito mais potencial do que mostra

Redação Publicado em 30/01/2020, às 20h16

None
Billie Joe Armstrong comandando o Green Day no programa de Jimmy Fallon (Foto: Reprodução / Vídeo)

Billie Joe Armstrong, vocalista do Green Day, disse em entrevista a Rolling Stone EUA que uma das coisas que mais gostaria de fazer com a banda é regravar Warning, lançado no ano 2000. Mais especificamente, “Minority,” um dos singles.

“Queria voltar no tempo e regravar aquele disco,” disse Armstrong. “Queria voltar e fazer tudo com mais vida, porque acho que ‘Minority’ ao vivo é tão melhor do que no disco. Mas essa é apenas uma daquelas coisas sobre as quais você pensa demais.”

+++ LEIA MAIS: Billie Joe Armstrong escolhe 15 músicas do Green Day para definir a vida dele

Warning, sexto disco do Green Day, explorou um lado novo e criou um som diferente para a banda - mas, embora tenha sido bem recebido criticamente, não teve vendas extraordinárias. Mesmo assim, foi bom pra explorar: tinha algo de folk, um pouco de acústico, um pop emprestado.

“Comecei a tocar mais e mais violão, e eu que almente queria ter dado mais a ‘Warning.’ E também sinto que na época começava a surgir um monte de pop punk bem ruim, e eu queria ir contra aquele gênero. Senti que era o passo seguinte,” explica Billie Joe. 

+++ LEIA MAIS: Billie Joe Armstrong recria capa icônica dos Beatles e Frances Bean Cobain aprova; veja

O Green Day prepara-se agora para lancar o 13º disco da carreira, Father of All the Motherfuckers. A setlist deve ser lançada no dia 7 de fevereiro.

 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 2), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL