Billy Corgan reclama dos “posers” no festival SXSW

O frontman do Smashing Pumpkins diz que ele foi parte de uma “geração que mudou o mundo”

Rolling Stone EUA Publicado em 13/03/2012, às 14h13 - Atualizado às 16h24

Billy Corgan
Reprodução/Facebook Oficial

Billy Corgan, vocalista do Smashing Pumpkins, protestou contra os “posers” da indústria fonográfica em uma entrevista concedida ao autor Brian Solis durante o festival SXSW, que acontece em Austin, no estado norte-americano do Texas. Ao longo da conversa, Corgan lamentou as mudanças na forma como a música é consumida, dizendo que elas teriam tornado impossível a entrada dele para essa indústria e o impediriam de se tornar um astro do rock conhecido.

Após afirmar que ele precisaria atear fogo nele mesmo e colocar o vídeo no YouTube para conseguir ser notado se fosse desconhecido atualmente, Corgan explicou que os jovens artistas de hoje "cresceram pensando que ser famoso é o objetivo e não ser respeitado". Ele comparou alguns artistas a garotos de programa, dizendo que uma vez que você consegue um contrato de gravação, "você é simplesmente a stripper novata". O roqueiro demonstrou alguma empatia para com Lana Del Rey, destacando que embora não tenha ficado surpreso com o fato de que ela “quebrou a cara” no Saturday Night Live porque “não estava pronta para isso”, ele “não achou que foi tão ruim assim”.

"Não chame isso de rock & roll", Corgan disse perto do fim da conversa. "Eu fui parte de uma geração que mudou o mundo e ele agora foi tomado por posers."

Depois da entrevista, Corgan se sentou para mais um papo, no Samsung Blogger Lounge, durante o qual a apresentadora o declarou sendo algo como um "expert de elite em mídia social e nerd oficial influente de tecnologia online”. Nessa entrevista, que pode ser vista abaixo, Corgan explica sua paixão pelas redes sociais e fala de seu potencial de conectar diretamente músicos e seu público. "Não tem nada de errado com a tecnologia", diz Corgan. "O problema é quando a tecnologia é a manchete e não o artista.”