Autor de biografia não autorizada de Mick Jagger chama Luciana Gimenez de “atriz pornô”

Apresentadora fez piada sobre o caso, mas agora estuda entrar na justiça contra o autor

Redação Publicado em 21/07/2012, às 16h16 - Atualizado às 16h16

Luciana Gimenez
Divulgação

Christopher Andersen, autor de várias biografias não autorizadas, aproveitou os 50 anos dos Rolling Stones para lançar seu segundo livro sobre Mick Jagger, Mick: The Wild Life and Mad Genius of Jagger. O livro conta, entre as muitas andanças da vida do roqueiro, sobre o romance que ele teve com a apresentadora brasileira Luciana Gimenez – e em um artigo no tabloide britânico The Daily Mail, Andersen se referiu a ela como “modelo de 1,80 m e atriz pornô”.

Rolling Stones 50 anos: uma carreira em fotos.

Em entrevista ao site da revista Veja, Andersen afirmou que na verdade usou o termo para caracterizar a mãe de Luciana, Vera Gimenez (possivelmente por uma confusão com a pornochanchada, esta sim parte da carreira de Vera). Luciana havia feito piada com o caso no Twitter, mas agora mãe e filha estudam processar o escritor.

No livro, Andersen conta detalhes sobre o início do relacionamento de Jagger com Luciana, afirmando que o cantor levou um fora de Angelina Jolie em 1998 (a atriz participou do clipe de “Anybody Seen My Baby”, dos Stones), o que o fez vir desacompanhado para o Brasil.

Andersen ainda conta que Jagger ficou sabendo da gravidez meses depois do caso passageiro, e ficou devastado. Então, ele teria ido até Paris se consolar com outra amante, a modelo Carla Bruni.

Além de Lucas Jagger, 13, filho do cantor com a brasileira, Mick Jagger tem mais quatro filhos com a ex-esposa Jerry Hall, que pediu divórcio quando soube que Luciana estava grávida.