Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Bivolt lança terceiro álbum de estúdio, conheça Chave

Com 11 faixas, trabalho mistura ritmos e homenageia raízes da rapper

Redação Publicado em 01/09/2023, às 16h25

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Bivolt e Veigh nos bastidores do clipe de “QDO CE ME VÊ” - (Crédito: Steff Lima)
Bivolt e Veigh nos bastidores do clipe de “QDO CE ME VÊ” - (Crédito: Steff Lima)

A rapper Bivolt lançou nesta sexta, 1, seu terceiro álbum de estúdio, intitulado Chave (2023). O projeto, lançado pela Som Livre, está disponível em todas as plataformas de áudio e também no canal oficial da artista no YouTube, com videoclipes e visualizers. O trabalho apresenta 11 faixas inéditas que exploram uma variedade de sonoridades, incluindo trap, jersey, drill, afrobeat e funk. A Direção Musical é liderada por Nave, e a produção ficou por conta de Ajaxx e Nagalli.

O título do álbum simboliza não apenas a abertura de portas, mas também é uma gíria da quebrada para destaque, estilo e brilho próprios. Bivolt explica que este álbum representa um novo momento em sua carreira, que perite abordar temas de amor e relacionamentos, além de momentos mais descontraídos.

Esse é um trabalho no qual eu falo muito de amor e relacionamento, mas de formas diferentes. Tem declarações mais românticas e outras mais livres, além de falar das minhas vivências, do meu lado mais 'mandraka', de curtição. Então até isso é uma novidade, a oportunidade de falar com um discurso menos acirrado, uma coisa mais leve.”

+++LEIA MAIS: BK’, Bivolt e mais: Veja a lista de vencedores do Prêmio Nacional RAP TV

Divulgação
Crédito: Divulgação 

Uma das faixas em destaque np álbum é "Tô Tranquila", uma colaboração com o DJ e produtor MU540, que demonstra a conexão da artista com o jersey club e sua vontade de misturar ritmos diversos. A canção combina elementos de drill, vogue e bruxaria, homenageando sua quebrada de origem, o baile do Sacomã, e suas raízes. "Esse é um som do gueto americano, que vem das batalhas de dança locais e tem se popularizado muito. E aí a gente pensou ‘vamos fazer um mix de jersey com um mandelão?’. E no fim misturamos drill, vogue (uma das batidas do jersey) e bruxaria (um estilo regional do funk de São Paulo), que é uma homenagem ao baile do Sacomã, minha quebrada de origem e lugar onde eu voltei a morar, me reaproximando das minhas raízes".

Bivolt também destaca a importância da colaboração com outras mulheres da cena urbana, como Budah, Mc Luanna e Boombeat, nas faixas "Pagar Pra Ver" e "De Copão Na Mão", respectivamente, afirmando que a união das mulheres é fundamental para conquistar espaço na indústria musical. Além disso, a faixa "QDO CE ME VÊ" com o rapper Veigh é um grande destaque do álbum, explorando um diálogo musical e um amor complicado.

+++LEIA MAIS: Bivolt entrevista Cristal, Cristal entrevista Bivolt: A responsabilidade das minas na cena hip hop

A maioria das faixas do álbum inclui visualizers com uma estética documental, combinando imagens de estúdio com elementos do arquivo pessoal de Bivolt, que explica: “A ideia foi trazer o olhar da vida real, com o objetivo de expressar um pouco da minha visão sobre coisas simples.”, Chave representa uma nova fase na carreira de Bivolt, que continua a inovar e expandir seu alcance na cena urbana brasileira.