Black Mirror, é você? Grupo de entretenimento Sul-coreano aposta em geração de celebridades virtuais; entenda

Lee Soo-Man, fundador do SM Entertainment Group, falou sobre o que espera para o futuro do K-Pop e das celebridades

Vinicius Santos | @vini_ls13 Publicado em 28/10/2020, às 10h51

None
Miley Cyrus no episódio "Rachel, Jack and Ashley, Too." (foto: reprodução/ Netflix)

Parece que, novamente, o próximo episódio de Black Mirror irá acontecer na vida real, dessa vez na Coreia do Sul. O fundador do grupo SM Entertainment disse que a empresa, líder em agenciar grupos de K-Pop, vai investir em uma geração de celebridades virtuais.

 Lee Soo-Man, ex-cantor e magnata do mercado de música por trás do SM Entertainment Group, foi o principal palestrante no primeiro Fórum Mundial da Indústria Cultural, evento realizado nesta terça (28). Na primeira edição do evento, ele falou sobre como a indústria cultural globalizada vem sofrendo devido à pandemia de Covid-19.

+++LEIA MAIS: Black Mirror previu 2020 e pandemia? Teoria da internet indica que sim

Lee Soo-Man logo citou a SM Culture Universe (SMCU) e a Aespa, o mais novo grupo de K-Pop feminino da SM Entertainment, que é "um projeto que irá anunciar o início do futuro do entretenimento" e quebrará as fronteiras entre a realidade e o virtual.

Na última parte da palestra, ele apresentou um plano para lidar com as demandas dos tempos de distanciamento social e sem eventos grandes:  “Como sugeri antes, o futuro que imagino será definido por um mundo de celebridades e robôs”, disse ele. Sua resposta: Avatares ídolos de IA (inteligência artificial).

+++LEIA MAIS: 'Muito Black Mirror'?: Por que temos tanto medo de até onde a tecnologia pode chegar? [ANÁLISE]

“No mundo das celebridades, os robôs alimentados por big data desempenharão um papel significativo. Mais importante ainda, o desenvolvimento da tecnologia de IA permitirá que avatares personalizados se adaptem à vida das pessoas”, explica Soo Man. Ele disse que as pessoas vão coexistir com seus avatares vivendo juntas "como uma pessoa viva, como um amigo".

No twitter, fãs de K-Pop e vários outros usuários se lembraram na hora do episódio da quinta temporada de Black Mirror, "Rachel, Jack and Ashley, Too.". Na história, Miley Cyrus é uma cantora pop que passa a comercializar uma versão de bolso dela mesma, um boneco com IA capaz de imitá-la e agir como ela para conversar com cada fã. 

+++LEIA MAIS: Criador de Black Mirror diz que 6ª temporada não será lançada tão cedo - e culpa o mundo real ‘sombrio demais’

Logo depois da palestra, a conta oficial do grupo Aespa divulgou um vídeo ilustrativo da proposta, com interação entre uma celebridade de IA, chamada de My Karina, e a verdadeira Karina:

Desde o anúncio, fãs de K-pop invadiram o Twitter para questionar o plano, com vários dizendo que essa não é uma experiência desejável para eles. Claro, todo fã sonha em encontrar o ídolo dele, mas uma versão artificial do artista agindo como uma pessoa de verdade parece, no mínimo, inquietante. Confira os tuítes: 

 "Aespa é literalmente um episódio de Black Mirrore isso está me dando pavor existencial."

+++LEIA MAIS: Isso é muito Black Mirror: conheça o Replika, um app que quer ser seu amigo

"Lee Soo-man está estreando um grupo com menores de idade. Ele também está criando um sistema de IA no qual qualquer pessoa no mundo, independentemente da idade, pode interagir com uma versão virtual desses membros. Desafio qualquer pessoa a apresentar um resultado positivo para isso."

+++LEIA MAIS: Astro do k-pop viraliza ao cantar música de Luan Santana na Coreia do Sul; assista

Alguns expressaram preocupações com relação aos sasaengs, termo coreano usado para identificar um fã extremo e obcecado com artistas de K-pop a ponto de persegui-los e invadir a privacidade deles: 

"Quer dizer, eu poderia dizer que essa ideia é algo bastante inovador, mas, nas mãos erradas, pode causar mais mal do que bem. Embora não seja 100% culpa do SM Entertainment porque a maneira de usar é totalmente dependente dos próprios usuários, isso abre um caminho para os sasaengs alimentarem suas mentes doentes e obsessivas."

A live do primeiro Fórum Mundial da Indústria Cultural, onde Lee Soo-Man palestrou (a participação dele começa a 1:33:00 de vídeo), pode ser assistida na íntegra abaixo:


+++ BK' | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL