Black Sabbath lançará música do novo disco em episódio de CSI

“End of the Beginning” será executada pela banda durante uma cena do episódio final da 13ª temporada da série

Redação Publicado em 11/04/2013, às 11h27 - Atualizado às 14h21

Galeria Retorno - Black Sabbath
AP

O Black Sabbath irá estrear o single “End of the Beginning” no dia 15 de maio, no episódio final de CSI: Investigação Criminal, nos Estados Unidos. De acordo com um texto enviado para a imprensa, o grupo tocará a faixa quando os atores Ted Danson e Marc Vann forem a um show do Sabbath para “investigar uma série de assassinatos com semelhanças horríveis aos pecados do inferno de Dante [ Alighieri, em A Divida Comédia].

Entrevista: a ressurreição sombria do Black Sabbath.

“Quando ouvimos que o Black Sabbath estava interessado em estrear uma musica do primeiro álbum deles em 35 anos no CSI, todos nós ficamos muito animados”, disse o produtor executivo Don McGill em comunicado. “Muitos de nós são fãs de longa data da banda. Já que o disco se chama 13 e este é o fim da 13ª temporada, este parece ser o encontro perfeito. Não poderíamos estar mais emocionados”.

O álbum chegará às prateleiras em 11 de junho. É o primeiro disco deles com Ozzy Osbourne nos vocais desde Never Say Die! (1978), embora o disco não tenha a reunião completa da formação clássica da banda. O baterista fundador do grupo Bill Ward afirma que não lhe apresentaram um contrato que ele consideraria aceitável e foi substituído nas gravações por Brad Wilk, do Rage Against the Machine.

A banda planejava entrar em turnê mundial no ano passado, mas a ideia foi abortada porque o guitarrista Tony Iommi foi diagnosticado com linfoma em estágio inicial. Eles, agora, possuem datas agendadas na Austrália, Europa e no Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, mas ainda não se sabe quando), enquanto os planos da turnê pelos Estados Unidos permanecem secretos.

Muitos dos fãs do Sabbath esperam que Bill Ward retorne à banda em breve, mas parece pouco provável que isso aconteça. Ele tem se mantido em silêncio nos últimos tempos, mas, em maio de 2012, Ward postou uma longa carta no próprio site explicando a situação. “Eu sou completamente sincero com a minha vontade de tocar com a banda”, escreveu ele. “Eu sinto muito, muito, muito por falhar com isso. Esta declaração é ainda mais difícil de escrever, já que eu estava bastante animado em tocar ao lado de Tony Iommi depois de todos os tratamentos que ele precisou fazer. Eu queria que se tornasse realidade.”

Ele continuou: “Não mantenho rancor ou ressentimento em relação aos outros membros da banda. Eu os amo; sou tolerante com eles; estou frustrado com eles, assim como eles devem estar comigo. Minha briga nunca foi com eles. Eu os amarei para sempre. Em minha opinião, ninguém ganhou; a banda não ganhou; os fãs que queriam a formação original não ganharam. Ninguém ganhou, ninguém. Até mesmo aqueles que acharam que sim”.