Blogueiro que vazou Chinese Democracy é culpado

Kevin Cogill se declara responsável pelo crime para ter pena máxima de um ano de prisão

Da redação Publicado em 11/11/2008, às 15h33 - Atualizado em 20/02/2013, às 15h15

O norte-americano Kevin Cogill foi à corte nesta terça-feira, 10, para se declarar culpado pelo vazamento de nove músicas do álbum Chinese Democracy, do Guns 'n Roses. Em sua apresentação perante o júri, o blogueiro se disse inocente.

Com a mudança, Cogill terá sua pena reduzida. Agora, pode pegar no máximo um ano de reclusão em cadeia, ao invés dos cinco anos que estava sujeito a pegar caso seu julgamento seguisse.

Pelo blogueiro ter confessado o crime, as acusações sobre si também foram abrandadas. Antes estava sendo indiciado por violação de direitos autorais por meios online, agora só por uma pequena infração da propriedade alheia.

Chinese Democracy chega às lojas ainda em novembro, após ter sido anunciado inúmeras vezes e nunca lançado por mais de 10 anos. O veredicto do caso Cogill sai em 8 de dezembro.