Blood Orange faz emocionante tributo a vítimas de assassinato com faixas do elogiado Freetown Sound

Dev Hynes, mente por trás da banda, tocou músicas do mais recente disco dele no programa de TV Conan

Rolling Stone EUA Publicado em 24/08/2016, às 12h33 - Atualizado às 12h46

Dev Hynes, também conhecido como Blood Orange, durante show no fesitval Panorama Music Festival, em Nova York, julho de 2016
Rex Features/AP

Dev Hynes, também conhecido como Blood Orange, passou no programa de TV norte-americano Conan e tocou “St. Augustine” e “Thank You” em tributo às recentes vítimas de assassinato Terrence McCrary Jr., Philando Castile e Hande Kader.

Hynes sentou no centro do palco, com um piano branco e duplas de dançarinos aos lados. Ele começou a tocar os acordes com uma mão enquanto interpretava as letras com a outra. Os dançarinos ainda saíram quando Hynes deu sequência à performance de “Thank You”, saindo do piano para rimar na faixa.

As duas músicas foram lançadas em junho, como parte do disco Freetown Sound (2016), terceiro e muito elogiado álbum de Hynes como Blood Orange. O trabalho contém referências a negros que foram assassinados. “Tell me, would you lose your love?”, questiona ele em “St. Augustine”.

A performance chegou ao fim com Hynes de joelhos ao lado de três fotos de vítimas recentes de assassinato – Terrence McCrary Jr., morto em Oakland, nos Estados Unidos, este mês, Philando Castile, assassinado por um policial em julho, em Minnesota, e Hande Kader, uma ativista dos direitos dos transgêneros assassinada este mês na Turquia.

Assista abaixo.