Bob Dylan é eleito membro da Academia Americana de Artes e Letras

O músico é o primeiro roqueiro a ser indicado pelos integrantes da organização desde sua criação, em 1898

RJ CUBARRUBIA Publicado em 13/03/2013, às 11h55 - Atualizado às 13h51

Bob Dylan
AP

Bob Dylan foi eleito para se tornar membro da Academia Americana de Artes e Letras, tornando-se o primeiro roqueiro a ser eleito para participar da sociedade. Membros da Academia – que abrange música, literatura e artes visuais – não conseguiram decidir se Dylan mereceria entrar por seus textos ou suas músicas e o indicaram como um membro honorário, como fizeram com Meryl Streep, Woody Allen e Martin Scorsese.

Entrevista RS Bob Dylan: 15 anos se passaram desde o álbum Time Out of Mind, de 1997, e Dylan, aos 71 anos, vivia o período de maior criatividade contínua de sua vida.

“O conselho de diretores considerou a diversidade do trabalho dele e reconheceu seu lugar icônico na cultura norte-americana”, disse Virginia Dajani, diretor executiva, à Associated Press. “Bob Dylan é um artista com múltiplos talentos cujo trabalho cruza várias disciplinas e desafia as categorizações”.

Além das escolhas honorárias, a Academia Americana de Artes e Letras consiste em 250 artistas, músicos e escritores. As vagas só são abertas após a morte de um membro e o substituto é escolhido por outros integrantes através de uma votação.

A Academia, fundada em 1898 e com sede Nova York, historicamente mantinha distância de artistas como Dylan, jazzistas e poetas modernistas, e reconhecia músicos clássicos e outros como Stephen Sondheim e Ornette Coleman. Dajani e outros membros apontaram outras organizações que reconheciam rock, como o Hall da Fama do Rock, como o motivo para se manterem distantes de roqueiros.

Da sua parte, Dylan aceitou a filiação – uma condição para que ele seja votado –, mas o empresário dele, Jeff Rosen, não garante que ele irá participar do jantar da Academia, em abril, ou da cerimônia de entrada, marcada para maio. O autor Michael Chabon, vencedor do Pulitzer, será o principal orador da cerimônia, cujo nome, em 2013, será “Rock & Roll”.