Bob Dylan ganhará museu com objetos, imagens raras e gravações inéditas

Chamado de Bob Dylan Center, o espaço contará com mais de 100 mil itens e será inaugurado em 2022

Daniel Kreps | Rolling Stone EUA. Tradução: Vitória Campos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 12/05/2021, às 16h51

None
Bob Dylan (Foto: Landmark / MediaPunch / IPX)

Museu dedicado aos artefatos de Bob Dylan será aberto ao público em 10 de maio de 2022. Chamado de Bob Dylan Center, localiza-se em Tulsa, Oklahoma, nos Estados Unidos, e contará com um arquivo secreto do cantor. 

O espaço terá mais de 100 mil itens, como letras manuscritas, fotografias raras, vídeos de apresentações nunca antes vistas e gravações inéditas do cantor, sendo essa última uma versão antiga de “Don’t Think Twice, It’s All Right” gravada por Dylan em 1962 enquanto estava no apartamento de amigos. 

+++ LEIA MAIS: Como foi o primeiro show de Bob Dylan há 58 anos? [FLASHBACK]

NoBob Dylan Center também haverá exposições de itens do arquivo de Bob Dylan, como documentários, uma galeria com visão aprofundada dos LPs e uma linha do tempo multimídia a qual acompanha a vida e a carreira do cantor desde a juventude até os dias atuais. 

Além disso, o exterior do museu de três andares também trará características do cantor:  uma rara fotografia de Dylan em 1965, capturada por Jerry Schatzberg, na fachada do edifício.

+++ LEIA MAIS: Qual música de Bob Dylan daria um filme, segundo o músico?

Todo arquivo é de propriedade da Kaiser Family Foundation, e Ken Levit, diretor executivo da fundação, quem falou à Rolling Stone EUA sobre o intuito do museu: “Gostaria de ver o Bob Dylan Center como um ímã ativo e animado para os fãs dele e de música de todo o mundo. Gostaria que este fosse um lugar ativo de bolsa de estudos e complementasse nossa comunidade com mais artistas e compositores," completou. 

+++ MV BILL: 'A GENTE TEM A PIOR POLÍTICA DE GOVERNO PARA O PIOR MOMENTO' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL