Bolsonaro defende Forças Armadas após fala de Omar Aziz sobre militares

Após Omar Aziz relacionar militares à corrupção durante CPI da Covid, Bolsonaro defendeu as Forças Armadas nas redes sociais

Redação Publicado em 08/07/2021, às 14h46

None
Bolsonaro de máscara olha para o lado (Foto: Andre Coelho/Getty Images)

Jair Bolsonaro usou as redes sociais para defender as Forças Armadas nesta quinta, 8. O presidente resolveu se posicionar após Omar Aziz relacionar os militares à denúncia de corrupção no Ministério da Saúde durante sessão da CPI(Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid.

Conforme noticiado pelo UOL, Bolsonaro compartilhou no Facebook um vídeo de um trecho de telejornal da TV Record em que jornalistas leem uma nota de repúdio emitida pelo Ministério da Defesa e pelas Forças Armadas. 

+++LEIA MAIS: Bolsonaro fala em fraude nas eleições de 2014: ‘O Aécio foi eleito’

O presidente Bolsonaro  escreveu na legenda da publicação na rede social: "As Forças Armadas ao lado da Lei, da Ordem, da Democracia, do respeito ao povo brasileiro e da nossa Sagrada Liberdade."

Declaração de Omar Aziz na CPI

Durante sessão em que ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde Roberto Dias depôs, o presidente da CPI da Covid falou que “fazia muitos anos que o Brasil não via membros do lado podre das Forças Armadas envolvidos com falcatrua dentro do governo.”

+++LEIA MAIS: Bolsonaro volta a atacar CPI da Covid: ‘Não conseguem nos atingir’

Aziz afirmou: "Não tenho nem notícia disso [corrupção] na época da exceção [ditadura militar] que houve no Brasil (...). E eu estava, naquele momento, do outro lado, contra eles. Uma coisa de que a gente não os acusava era de corrupção, mas, agora, Força Aérea Brasileira, coronel Guerra, coronel Elcio, general Pazuello... E haja envolvimento de militares."

Em seguida, segundo o UOL, o Ministério da Defesa e as Forças Armadas emitiram uma nota conjunta na qual caracterizam as declarações do senador OmarAziz como  "graves" e "irresponsáveis": 

+++LEIA MAIS: Relator da CPI da Covid cobra explicação de Bolsonaro: ‘Cinco dias em silêncio'

A nota diz: "Essa narrativa, afastada dos fatos, atinge as Forças Armadas de forma vil e leviana, tratando-se de uma acusação grave, infundada e, sobretudo, irresponsável. A Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira são instituições pertencentes ao povo brasileiro e que gozam de elevada credibilidade junto à nossa sociedade conquistada ao longo dos séculos."


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL