Bolsonaro diz que Globo 'procura pelo em ovo' depois de comentário de Maju; entenda

O presidente da República criticou novamente o posicionamento da emissora de televisão

Redação Publicado em 28/08/2020, às 08h49

None
Jair Bolsonaro (foto: Andressa Anholete, Getty Images)

Jair Bolsonaro afirmou que a Rede Globo “procura pelo em ovo” após a jornalista Maju Coutinho dizer que "nem Bolsonaro nem as autoridades do governo presentes prestaram solidariedade às vítimas e aos familiares" no evento Brasil vencendo a Covid. (Via Uol)

Na última segunda-feira, 24, o Jornal Hoje noticiou a participação do presidente da República no evento realizado no Palácio do Planalto e a apresentadora enfatizou que Bolsonaro não fez homenagens às vítimas do coronavírus no país, que já ultrapassam a marca de 100 mil pessoas.

+++ LEIA MAIS: Bolsonaro volta a atacar jornalista por pergunta sobre depósitos de R$ 89 mil de Queiroz para Michelle: ‘Deixa de ser otário’

No dia seguinte, o presidente tuitou: “A Globo, como sempre, mentindo a meu respeito”. Como resposta à acusação de mentira, Maju explicou que todos presentes no evento fizeram um minutos de silêncio, mas que o ato foi proposto por uma médica, não um integrante do governo. 

Já na última quinta-feira, 27, Bolsonaro fez uma live e confrontou novamente a emissora. "Não vou falar da manipulação da Globo aqui, mais uma, né? Fizemos aquele evento com mais de 100 médicos, havia combinado com os médicos que eles pediriam um minuto de silêncio”, disse o presidente. 

+++ LEIA MAIS: Bolsonaro defende o trabalho infantil: ‘Menor pode cheirar um paralelepípedo de crack, menos trabalhar’

Ele continuou: “Maju falou que 'o presidente não sei o quê, não se solidarizou com as vítimas'... Como se a Globo estivesse preocupada com a vida do próximo [...] É impressionante, né? Eles ficam procurando pelo em ovo”. 

Bolsonaro ainda criticou outro programa da emissora, o Jornal Nacional, e disse: “Eles pegam uma frase minha e vai para manchete amanhã, vai para o Jornal Nacional. A vontade que dá é passar para as oito e meia para concorrer com o 'jornal funeral' deles".


+++ XAMÃ: MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO, DE NIRVANA A TUPAC