Bom, a Madonna será a diretora e corroteirista do filme sobre… Madonna!

A diva pop levará para os cinemas a trajetória dela na música

Redação Publicado em 16/09/2020, às 11h52

None
Madonna (Foto: Press Association via AP Images)

Madonna voltará aos cinemas como diretora e corroteirista da própria cinebiografia. De acordo com informações da Variety, o filme retratará a trajetória da diva pop, do início da carreira ao estrelato mundial. 

“Eu quero mostrar a jornada incrível que a vida me proporcionou como a artista, musicista, dançarina - um ser humano tentando fazer seu caminho no mundo. O foco do filme será sempre a música”, disse Madonna em um comunicado oficial.

+++ LEIA MAIS: ‘Come on, vogue’: Qual a importância de Madonna para o voguing - e por que a cultura ballroom vai muito além da cantora

A diva pop continuou: “A música me manteve firme e a arte me manteve viva. Têm tantas histórias não contadas e inspiradoras e quem melhor para contá-las do que eu? É essencial compartilhar a montanha russa da minha vida com minha voz e visão”. 

Nos cinemas, Madonna já participou de diversos filmes, como Dicky Tracy e Evita, este último lhe rendeu uma estatueta de melhor atriz no Globo de Ouro. A artista ainda dirigiu dois longas na carreira, Filth and Wisdom (2008) e W.E. (2011), com o qual também ganhou um Globo de Ouro. 

+++ LEIA MAIS: Por que Madonna merece o título de Rainha do Pop? 6 clipes para entender

A cinebiografia de Madonna ainda não teve o título, elenco ou a história exata revelada, mas sabemos que o longa-metragem será coescrito pelo vencedor do Oscar Diablo Cody, produzido por Sara Zambreno e Guy Oseary

O filme será lançado pela Universal Pictures e será produzido ao lado de Donna Langley e Amy Pascal, que trabalhou com a cantora no filme A League of Their Own, em 1992. O produtor-executivo Erik Baiers e a diretora de desenvolvimento Lexi Barta também participarão do projeto como representantes do estúdio. 


+++ BK' lança novo disco e fala sobre conexão com o movimento Vidas Negras Importam: 'A gente sabia que ia explodir'