Bon Jovi canta em farsi para mandar "mensagem de solidariedade" ao Irã

Ao lado de Richie Sambora e do "rei do pop" iraniano Andy Madadian, músico toca na faixa "Stand By Me", cover do hit de Ben E. King

Da redação Publicado em 29/06/2009, às 16h22

Para apoiar os protestos no Irã, Jon Bon Jovi decidiu arriscar versos em farsi (língua oficial do país). A experiência poliglota ocorreu no último 24 de junho, quando ele esbarrou com o cantor iraniano Andranik "Andy" Madadian. Juntos, eles fizeram uma versão, com trechos em farsi e inglês, da faixa "Stand By Me", hit sessentista do cantor norte-americano de soul Ben E. King.

Conhecido por epítetos como "rei do pop" e "príncipe persa", Madadian compartilhava, na ocasião, o mesmo estúdio que os integrantes da banda Bon Jovi, em Los Angeles. Um dos produtores da música, Don Was, contou à Billboard.com que a parceria "é uma mensagem musical de solidariedade mundial".

O país atravessa forte crise desde as eleições presidenciais ocorridas em 12 de junho - a reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad foi tomada por fraudulenta, deslanchando uma onda de protestos. Trata-se da crise mais grave no Irã desde 1979, quando a evolução islâmica de 1979 derrubou o regime do xá Mohamad Reza Pahlavi.

De acordo com Was, a gravação não foi pré-planejada. Antes de esbarrar com os músicos, o produtor conversava com Madadian sobre "fazer algo para mandar uma pequena mensagem de solidariedade, lembrando os anos 60, acreditando que a música pode mudar as coisas". Pouco depois, eles deram de cara com Bon Jovi, o guitarrista Richie Sambora (os dois, recentemente, incluídos no Hall da Fama dos Compositores) e John Shanks, produtor do próximo álbum do Bon Jovi. A banda almoçava.

"Eles nos perguntaram o que estávamos fazendo, eu contei e Jon disse: 'Olha, cara, se você fizer agora, nós faremos com vocês", relatou Was. "Então nós fizemos."

O vídeo, que rapidamente virou febre na internet, abre com Bon Jovi segurando um cartaz, em farsi, onde se lê "nós somos um". Madadian (que vive nos EUA desde a revolução islâmica) traz um cartaz em inglês com o nome da canção, "Stand By Me". As imagens foram capturadas no próprio estúdio de L.A., durante a gravação.

Sambora toca guitarra, enquanto Was assume o baixo. A sessão musical, com quatro horas de duração, não será lançada comercialmente. "Não foi feita com o intuito de emplacar na parada da Billboard", Was afirmou à Billboard. A música também não vai sair em formato físico. "[Ela] foi feita para que seja baixada e compartilhada pelos iranianos. Toda a ideia consistia em penetrar no Irã e dizer (à população)... para segurar firme, que o mundo observa e está ao lado dela."

Confira o clipe de "Stand By Me":