Bono, líder do U2, completa 50 anos nesta segunda-feira, 10

Conhecido por liderar um dos maiores grupos de rock dos últimos anos, Bono também carrega grandes feitos humanitários e pacifistas

Da redação Publicado em 10/05/2010, às 20h10

Bono, líder do U2 e grande ativista humanitário, completa 50 anos nesta segunda-feira, 10

Ver Galeria
(6 imagens)

No dia 10 de maio de 1960 nascia, na Irlanda, Paul David Hewson. Hoje, conhecido internacionalmente como Bono, o frontman do U2 e um dos maiores ativistas do mundo pop completa 50 anos de idade.

Como vocalista, Bono carrega o peso de liderar uma das bandas de rock mais populares e influentes dos últimos 30 anos, conquistando a admiração de milhares de fãs espalhados pelo mundo. Como ativista humanitário, reúne feitos importantes, obtendo o respeito de políticos e ativistas mundiais. Dentre suas principais realizações, está a luta contra a pobreza nos países africanos e contra a AIDS, o que o motivou a fundar as empresas DATA (Debt, AIDS, Trade, Africa) e EDUN, além de realizar campanhas publicitárias como a ONE Campaign and Product Red e estar presente em fóruns econômicos internacionais, como o G8. Tudo isso lhe rendeu indicações ao Prêmio Nobel da Paz.

Bono ainda conseguiu unir seu poder humanitário com o potencial musical, ao compor letras com teor político-social e relacionar mensagens humanitárias e pacifistas em performances nos palcos de seus shows (em 2006, quando o U2 se apresentou no Brasil, Bono fez um apelo político ao presidente Lula por meio de um vídeo. Nos EUA, o músico fez campanha em prol da candidatura do Obama, chegando a cantar no show de homenagem à posse, em janeiro de 2009).

O U2

Nascido em Ballymun, subúrbio localizado na região norte de Dublin, Paul Hewson estudou no Mount Temple Comprehensive School, onde ganhou o apelido Bono Vox - um adaptação de "bonavox", que significa "boa voz" em latim. Na época, Bono fazia parte da banda Lypton Village, junto de seus amigos. Foi neste período, aos 14 anos, que Bono perdeu sua mãe, que não resistiu a uma hemorragia cerebral.

Em 1976, Larry Mullen Jr. (baterista do U2) colocou um anúncio no mural da escola procurando por pessoas interessadas em formar uma banda. Apareceram Dave Evans, o The Edge, Adam Clayton, Bono e Dick, irmão de The Edge, que sairia da banda em 1978. No entanto, o atual líder do U2 virou vocalista por acaso. Na ocasião, Bono tocava guitarra, mas nunca podia transportá-la para os ensaios e, como ninguém queria ser vocalista, ele acabou assumindo os vocais. Inicialmente como Feedback, a banda tocava covers de grupos como The Clash e Sex Pistols. Depois, passaram a usar o nome The Hype e, mais tarde, U2 (mesmo nome de um avião-espião utilizado pelos EUA durante a Guerra Fria).

Com um pai católico e uma mãe protestante, Bono foi criado com uma base espiritual muito forte, o que, mais tarde, influenciaria suas músicas. Além de colocar elementos espirituais em suas letras, como em "I Still Haven't Found What I'm Looking For" (em que ele diz que o que procura é o Espírito Santo), Bono chegou a fazer uma apresentação para o Papa João Paulo II.

O primeiro single do U2 foi lançado, já sem a presença de Dick, em setembro de 1979. Logo, "U2-3" chegou ao topo das paradas irlandesas. Em dezembro do mesmo ano, o grupo partiu para Londres para realizar as primeiras apresentações fora da Irlanda. Desde então, o U2 começou a crescer cada vez mais, tornando-se uma das bandas mais famosas dos anos 80.

Com 30 anos de história, o U2 lançou 12 álbuns de estúdio (de inéditas): Boy (1980), October (1981), War (1983), The Unforgettable Fire (1984), The Joshua Tree (1987), Rattle and Hum (1988), Achtung Baby (1991), Zooropa (1993), Pop (1997), All That You Can't Leave Behind (2000), How to Dismantle an Atomic Bomb (2004) e No Line on the Horizon (2009). Destes discos, saíram hits como "Sunday Bloody Sunday", "Where the Streets Have No Name", "I Still Haven't Found What I'm Looking For", "With or Whitout You", "One", "Beautiful Day", "Elevation", "Walk On", entre outras.

O U2 trouxe duas turnês ao Brasil: a PopMart, em 1998, e a Vertigo Tour, em 2006. Além dos shows, Bono chegou a visitar o presidente Lula e a participar, junto dos demais integrantes da banda, do carnaval de Salvador, em 2006, ao lado do ex-ministro da cultura Gilberto Gil.

Atualmente, Bono vive em Dublin com a mulher, com quem se casou em agosto de 1982, e com os quatro filhos: Jordan (nascido em 1989), Memphis Eve (1991) Elijah Bob (1999) e John Abraham (2001).