Borat 2: Família de sobrevivente do Holocausto processa responsáveis pelo novo filme

A próxima aventura do repórter interpretado por Sacha Baron Cohen chega ao Amazon Prime em 23 de outubro

Redação Publicado em 15/10/2020, às 16h56

None
Borat (Foto: Divulgação)

Foi anunciado recentemente que o polêmico Borat está a poucos dias de ganhar mais um filme, continuação do aclamado longa de 2006 escrito, produzido e estrelado por Sacha Baron Cohen.

E como era de se esperar, a nova aventura controversa do repórter do Cazaquistão, que chega ao Amazon Prime em 23 de outubro, já causou polêmica antes mesmo da estreia: os responsáveis pelo legado de uma das entrevistadas para a nova produção abriram um processo contra os produtores.

+++LEIA MAIS: 6 filmes que você nunca imaginaria, mas foram indicados ao Oscar

Segundo o Independent, os representantes de Judith Dim Evans, uma sobrevivente do Holocausto que morreu algum tempo depois de ser entrevistada pelo personagem de Cohen, exigem que a parte em que ela aparece seja removida do filme, pois na época das filmagens, achavam que ela faria parte de um documentário sério.

De acordo com os documentos obtidos pelo Atlanta Journal-Constitution, o processo foi aberto pela filha de Judith, Michelle Dim St Pierre, e afirma que se ela soubesse o real objetivo do filme, não teria aceitado participar.

A ação judicial, dirigida ao Amazon Prime e ao estúdio Oak Spring Productions, quer a remoção completa da entrevista do filme, além de uma indenização de aproximadamente US$ 75 mil.

Assista abaixo ao trailer de Borat 2.


+++ OROCHI | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL