Boy George escreveu música inspirado em Amy Winehouse

"Pain Makes a Beautiful Sound” foi composta enquanto o artista estava na prisão por ter agredido um modelo norueguês

Da redação Publicado em 19/10/2009, às 10h25

Boy George se inspirou em Amy Winehouse para compor uma canção enquanto estava na prisão. O cantor britânico foi condenado, em janeiro, a quinze meses de prisão, dos quais cumpriu quatro, por ter sequestrado e agredido o modelo norueguês Audun Carlsen, no ano passado.

O músico, cujo nome verdadeiro é George O'Down, falou sobre a temporada na prisão - que se estendeu até maio - pela primeira vez, ao menos publicamente. Ao jornal The Times, ele revelou versos da faixa "Pain Makes a Beautiful Sound" ("dor produz um lindo som"): "You're a genius, you're a car crash/ It's hard to say what you do best" ("você é um gênio, você é uma batida de carro/ É difícil dizer o que você faz melhor").

Carlsen, garoto de programa de 29 anos, foi apreendido e espancado pelo cantor e um amigo, num flat em Londres. Após sair da prisão, Boy George precisou ser monitorado, por meio de uma tornozeleira, por outros três meses.

A experiência na prisão, contudo, teve saldo positivo no final das contas. "Escrevi bastante coisa, que será lançada no ano que vem. Escrevi um diário, e músicas."

Em comum, além dos problemas com a justiça, Winehouse e George têm histórico com drogas. O último, ainda que tenha declarado vitória sobre o vício em heroína, admitiu ter usado cocaína continuamente entre 2003 e 2008.

Os dois já se conhecem: ela foi ao backstage em um show dele, no Coco Club, em Londres. O artista de 48 anos contou ao Times que eles, inclusive, têm a mesma canção preferida, de título no mínimo dúbio: "He Hit Me", composta por Gerry Goffin e Carole King e gravada, em 1962, pelos Crystals, sob produção de Phil Spector (o Hole, de Courtney Love, entre outras bandas, regravou a faixa em 1995, no MTV Unplugged). Na letra, os seguintes versos: "Ele me bateu, e pareceu um beijo. Ele me bateu, e aí eu soube que o amava".

Boy George veio ao Brasil em setembro do ano passado, após ter visto de entrada negado nos EUA e sua turnê pelo país completamente cancelada. Na época, ele aguardava julgamento pelo cativeiro de Carlsen.