Brad Pitt conta por que atuou em Tróia - e não foi por vontade própria

O ator revelou o motivo de ter participado do filme, e porque se decepcionou tanto com o resultado

Redação Publicado em 16/12/2019, às 08h38 - Atualizado às 08h54

None
Brad Pitt em Tróia (Foto: Reprodução)

Brad Pitt revelou existir um filme da carreira que se arrependeu de ter feito. Em entrevista ao The New York Times, o ator contou que foi "forçado" a participar do longa-metragem Tróia, de 2004. 

"Eu tive que fazer Tróia, porque - acho que posso dizer tudo isso agora - desisti de um outro filme e, então, tinha que fazer algo para [compensar] o estúdio. Então, fui colocado em Tróia", disse o ator.

+++ LEIA MAIS: Quentin Tarantino obrigou Brad Pitt ir até a própria casa para ler o roteiro de Era Uma Vez em Hollywood

Pitt também explicou que o modo como foi desenvolvida a narrativa do filme da Warner Bros., dirigido por Wolfgang Petersen e escrito por David Benioff, foi o que não o agradou.

"Não foi doloroso, mas percebi que o jeito que a história foi contada não era como eu queria que fosse. E eu cometi meus próprios erros no filme também."

+++ LEIA MAIS: Edward Norton conta que Brad Pitt sempre tinha um baseado durante a produção de Clube da Luta

O ator de filmes aclamados pela crítica, como Era Uma Vez Em... Hollywood e Clube da Luta, ainda falou como a experiência mudou os critérios de avaliação dele para participar de uma produção.

"Em algum momento, Tróia se tornou algo bem comercial. Toda cena era, tipo, aqui está o herói! Não tinha mistério. Então, naquela época, eu tomei a decisão de que apenas iria investir em 'histórias de qualidade', por falta de outro termo. Era um fator de diferenciação que levou para a década seguinte de filmes", contou.


+++ FRANCISCO EL HOMBRE SOBRE RASGACABEZA: 'É UM DISCO INDIGESTO, TOCA EM PONTOS DOLORIDOS E ÍNTIMOS'