Brasil ultrapassa 400 mil casos de covid e tem mais de 1 mil mortes confirmadas em 24 horas

Até a noite desta quarta-feira (27), foram confirmados 411.821 casos de contaminação do coronavírus

Redação Publicado em 28/05/2020, às 07h56

None
Familiares de vítimas do coronavírus no cemitério Parque Taruma, em Manaus (foto: Getty Images/ Andre Coelho)

Na noite desta quarta-feira (27), o Brasil atingiu 411.821 diagnósticos confirmados de covid-19, com cerca de 20.599 novos casos nas últimas 24 horas. O país também teve 1.086 novos óbitos no dia anterior. 

Os dados, apresentados pelo boletim mais recente do Ministério da Saúde, ressaltam 4.108  mortes estão em investigação para definir se a causa foi o coronavírus e 219.576 casos seguem em acompanhamento. A pasta afirmou que 166.647 pessoas já se recuperaram da doença.

+++LEIA MAIS: Lagum, Los Hermanos, Anavitória e mais: como os artistas ajudam produtores, técnicos de som e equipe

Em menos de um mês, o Brasil saltou de 91,6 mil casos para mais de 400 mil confirmações de coronavírus. Mais da metade dos diagnósticos ocorreu nas duas últimas semanas.

O país iniciou maio antes de ter atingido 100 mil casos: em 1 de maio, eram 91.604 infectados pela doença. Em 26 dias, pouco mais de três semanas, houve um aumento de 320.217 diagnósticos em todo o território nacional, uma evolução de mais de 400% no contágio.

+++LEIA MAIS: São Paulo terá cinema drive in, durante quarentena, no Memorial da América Latina

Apesar do aumento exponencial do covid-19, a subnotificação no Brasil também é inédita. Com apenas 9,6% dos 4,7 milhões de testes da doença analisados, a quantidade real de diagnósticos do vírus pode ser muito maior.

A subnotificação atesta a dificuldade do país em aumentar a capacidade de testes da e ter dados mais precisos do alcance do novo coronavírus. Segundo o Ministério, os laboratórios públicos oficiais realizaram até ontem 460.102 testes moleculares de um total de 24 milhões de testes que haviam sido prometidos pelo governo para o combate à covid-19.

+++LEIA MAIS: Lockdown tem apoio de 60% dos brasileiros, aponta pesquisa

Apesar do baixo número de testes, Eduardo Macário, secretário substituto de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, afirmou que o cronograma de exames segue "dentro da programação" da pasta.


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE