Brasileiros não vencem nas categorias principais do Grammy Latino

O Especial Ivete, Gil e Caetano, Beto Lee e Seu Jorge foram alguns dos premiados nas categorias dedicadas aos nossos artistas

Redação Publicado em 16/11/2012, às 09h38 - Atualizado às 10h13

Caetano Veloso, a Personalidade do Ano no Grammy Latino

Ver Galeria
(4 imagens)

Não foi uma noite tão boa quanto poderia ser para os brasileiros no Grammy Latino. A premiação, que aconteceu na noite da última quinta, 15, no hotel Mandalay Bay, em Las Vegas, consagrou nossos artistas apenas em categorias dedicadas à música brasileira. Aqueles que disputavam nas categorias principais, concorrendo com grupos e atrações do resto da América Latina, não foram chamados ao palco nenhuma vez.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Dentre os artistas nacionais indicados estavam Caetano Veloso, Ivete Sangalo e Gilberto Gil (por conta do Especial Especial Ivete, Gil e Caetano) Gaby Amarantos, Chico Buarque e Michel Teló. Este se apresentou no evento. O dono do hit mundial “Ai Se Eu Te Pego” subiu ao palco acompanhado da percussão do lendário Blue Man Group.

O Brasil ainda teve destaque com a homenagem prestada a Caetano Veloso. A Academia Latina da Gravação o escolheu como a Personalidade do Ano em 2012, durante o qual ele completou 70 anos. Além disso, Caetano dividiu o troféu de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira com Gilberto Gil e Ivete Sangalo por conta do programa exibido pela TV Globo Especial Ivete, Gil e Caetano.

Saíram também campeões nas categorias dedicadas ao nosso país Beto Lee (Melhor Álbum de Rock Brasileiro, por Celebração & Sacrifício), Seu Jorge (Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro, por Músicas Para Churrasco Vol. 1), Chico Buarque (Melhor Canção Brasileira, por “Querido Diário”), Chitãozinho & Xororó (Melhor Álbum Sertanejo, por Chitãozinho & Xororó - 40 Anos - Sinfônico), Dominguinhos (Melhor Álbum de Música de Raízes Brasileiras, por Iluminado), Aline Barros e Cia 3 (Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa), Emílio Santiago (Melhor Álbum de Samba/Pagode, por Só Danço Samba Ao Vivo) e Beth Carvalho (ainda na categoria Melhor Álbum de Samba/Pagode, por Nosso Samba Tá Na Rua).

O principal vencedor da noite foi o grupo mexicano Jesse & Joy, que ficou com quatro fonógrafos dourados. A faixa "¡Corre!" recebeu os título de Melhor Gravação e Melhor Canção do Ano, enquanto o álbum ¿Con Quién Se Queda el Perro? se destacou como Melhor Álbum Vocal Pop Contemporâneo. O quarto prêmio foi pelo Melhor Vídeo Musical Curto ("Me Voy"). Nomes que aparecem com frequência no Grammy Latino, como Juanes e o dominicano Juan Luis Guerra novamente tiveram bastante espaço. Veja abaixo os indicados das principais categorias e, em destaque, os vencedores:

Melhor Gravação:

“Fuiste Tu” – Ricardo Arjona e Gaby Moreno

“Calentura” – ChocQuibTown e participação de Tego Calderón & Zully Murillo

“Que Te Vaya Mal” – Kany García

“En El Cielo No Hay Hospital” – Juan Luis Guerra

“¡Corre!” – Jesse & Joy

“Azul Sabina” – Juanes e participação de Joaquín Sabina

“Hasta Que Te Conocí” – Maná

“Atrás da Porta” – Ivete Sangalo

“No Me Compares” – Alejandro Sanz

“Bésame Mucho” – Zoé

Álbum do Ano :

Independiente - Ricardo Arjona

Un Pokito de Roncanrol - Bebe

Chico - Chico Buarque

Eso Es Lo Que Hay - ChocQuibTown

¿Con Quién Se Queda El Perro? - Jesse & Joy

MTV Unplugged - Juanes

Déjenme Llorar - Carla Morrison

Peligro - Reik

Dear Diz (Every Day I Think Of You) - Arturo Sandoval

Especial Ivete, Gil e Caetano - Ivete Sangalo, Gilberto Gil e Caetano Veloso

Melhor Música Alternativa :

“Déjeme Llorar” – Carla Morrison

“Mi Guapo” – Bebe

“1987” – Juan Campodónico e Jorge Drexler

“Negro Día” - John King, Kinky e Mala Rodríguez

“Neguinho” – Caetano Veloso

Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro:

Não Tente Compreender - Mart'nália

Reza - Rita Lee

Músicas Para Churrasco Vol. 1 - Seu Jorge

Pelo Sabor do Gesto em Cena - Zélia Duncan

Caravana Sereia Bloom - Céu

Melhor Álbum de Rock Brasileiro:

Elektra - RPM

Multishow Ao Vivo NxZero 10 Anos - NxZero

Celebração & Sacrifício - Beto Lee

Ao Vivo no Rock In Rio - Ira! e Ultraje A Rigor

Depois de um Longo Inverno - CPM 22

Melhor Álbum de Samba ou Pagode Brasileiro:

Ousadia & Alegria -Thiaguinho

15 Anos ao Vivo - Sorriso Maroto

Só Danço Samba ao Vivo - Emílio Santiago

Nosso Samba Tá na Rua - Beth Carvalho

Duas Faces ao Vivo na Mangueira - Alcione

Melhor Álbum de MPB:

Especial Ivete, Gil e Caetano - Caetano Veloso, Gilberto Gil e Ivete Sangalo

Elo - Maria Rita

Raiz - Leila Pinheiro

O Que Você Quer Saber de Verdade - Marisa Monte

Amorágio - Ivan Lins

João Bosco 40 Anos Depois - João Bosco

Oásis de Bethânia - Maria Bethânia

Melhor Álbum Sertanejo:

Amor de Alma - Victor & Leo

Na Balada - Michel Teló

Quando Chega a Noite - Luan Santana

Meus Encantos - Paula Fernandes

Acústico na Ópera de Arame - Fernando & Sorocaba

Pra Ser Feliz - Daniel

Chitãozinho & Xororó 40 anos - Sinfônico - Chitãozinho & Xororó

Melhor Álbum de Raiz Brasileiro:

Canibália - Ritmos Do Brasil (Ao Vivo) - Daniela Mercury

Jammil Na Real - Jammil

Iluminado - Dominguinhos

Forró Chorado - Oswaldinho do Acordeon

Treme - Gaby Amarantos

Melhor canção:

"Ai se eu te pego" - Michel Teló (Antonio Dyggs e Sharon Axé Moi)

Querido Diário" - Chico Buarque (Chico Buarque)

"Amor é pra quem ama" - Lenine (Lenine e Ivan Santos)

"Ainda Bem" - Marisa Monte (Arnaldo Antunes e Marisa Monte)

"A doida" - Seu Jorge (Pretinho da Serrinha, Leandro Fab e Seu Jorge)

(O nome dos compositores está aqui da forma como foi publicado no site oficial do Grammy Latino)

Melhor Videoclipe Curto

“Metrópolis Nueva” – Catupecu Machu

“Rara” – Georgina

“Me Voy” – Jesse & Joy

“Tempos de Maracujá” – Nevilton

“En El Tiempo” – Rakel