Bret Michaels volta ao hospital e descobre buraco no coração

Frontman do Poison sentiu "dormência no corpo" e fez novos exames, mas médico informou que doença é tratável; antes do incidente, cantor concedeu entrevista à apresentadora Oprah Winfrey

Da redação Publicado em 21/05/2010, às 11h40

Bret Michaels deve adiar a volta aos palcos

Ver Galeria
(2 imagens)

Bret Michaels voltou ao hospital nesta semana, após sofrer uma "dormência no lado esquerdo do corpo, principalmente no rosto e nas mãos" - descrito pelos médicos como Ataque Isquêmico Transitório (TIA) ou "estado de alerta cerebral" (distúrbio cerebral causado por uma alteração no suprimento de sangue para uma área do cérebro, resultando em uma disfunção neurológica). As informações foram publicadas no site oficial do cantor, em comunicado publicado nesta quinta-feira, 20.

Enquanto testes de ressonância magnética e tomografia foram realizados, o frontman do Poison também passou por um ultrassom nas pernas e no abdômen inferior, com o objetivo de encontrar coágulos sanguíneos. Então, um dos exames detectou que Michaels tem um buraco no coração. No início de maio, o cantor teve uma melhora considerável, recebendo alta do hospital e passando a fazer tratamento de fisioterapia fora do ambiente hospitalar, depois de ter sofrido uma hemorragia cerebral.

"Não há dúvidas de que o resultado do exame é uma notícia devastadora para Bret e sua família. A boa notícia é que o problema é operável e tratável e nós acreditamos ter diagnosticado o problema que causou a dormência", disse Dr. Zabramski. "No entanto, nós achamos que é muito improvável que isto esteja ligado à hemorragia cerebral que ele sofreu [em 23 de abril]. Mais uma vez, é ótimo que ele tenha reagido rapidamente à dormência e chegado ao hospital imediatamente", completou.

De acordo com o médico, o cantor está muito determinado em fazer uma recuperação completa para poder "ficar com sua família, estar na final do Celebrity Apprentice e, principalmente, voltar a fazer música." "Como médico, vejo isso como uma atitude mental e física fantástica para ele agora. No entanto, seu cérebro e corpo não estão 100% ainda, especialmente por causa do buraco que foi encontrado em seu coração."

Segundo Dr. Zabramski, mais testes serão realizados e, então, na próxima semana, a equipe terá mais informações sobre como a doença será tratada. Por enquanto, o cantor receberá atendimento ambulatorial, que inclui uma injeção diária de Lovenox (um diluidor de sangue para reduzir a chance de formar coágulos de sangue) e exames de sangue.

Janna Elias, porta-voz de Michaels, afirmou que o cantor está muito agradecido por todos que torcem, rezam e mandam boas vibrações para ele. "Esses últimos meses têm sido muito difíceis para ele e sua família, mesmo assim, ele está com o espírito positivo, em boas mãos e otimista de que tudo vai ficar bem. Ele está andando, falando, firme em sua recuperação diária e muito feliz de estar vivo, mas deixa claro de que está cansado de ficar no hospital e que já está pronto para detonar novamente."

Nada foi comentado sobre a possível volta de Michaels aos palcos, que estava prevista para o dia 26 de maio, no show da turnê Roses & Thorns, nos EUA. Ao que tudo indica, o cantor deve adiar seus próximos shows.

Bret Michaels vai à Oprah

A primeira aparição do frontman do Poison, após sofrer uma hemorragia cerebral, foi em entrevista ao The Oprah Winfrey Show na quarta-feira, 19. Converando com a apresentadora por meio de um telão, o bem humorado Michaels disse aos risos: "É como o Super-Homem sem sua capa", sobre sua clássica bandana.

O cantor se emocionou ao assistir o depoimento da filha Raine, que falou o que sentiu quando seu pai foi parar no hospital: "Várias memórias passaram pela minha cabeça: minha primeira vez no palco com ele, a primeira vez que cantamos juntos no microfone, meu primeiro jogo de basquete". "A parte mais assustadora foi pensar que meu pai poderia morrer aquela noite. Todas essas memórias vieram à minha cabeça", disse a garota de 9 anos. "Só de pensar que meu pai não iria me ver crescer, que meu pai não estaria andando no corredor...". Na galeria acima, você confere uma foto do momento em que Michaels assiste ao vídeo.

"Eu disse que não iria chorar, mas estou com um nó na garganta", disse o músico emocionado. "Parecia que eu tinha sido atingido por um raio. Foi como uma explosão, seguida por uma dor de cabeça, que era como dez vezes a dor de uma enxaqueca. Eu sabia que algo estava errado", contou Bret Michaels sobre o que sentiu no momento da hemorragia.

Até então, Michaels estava fazendo fisioterapia duas vezes por dia e, apesar da recuperação, ainda sofria sintomas provocados pelo incidente. Ele disse que ainda estava com "dificuldades em mover as extremidades inferiores do corpo, o pescoço estava um pouco rígido e sentia muita dor de cabeça". "Mas me sinto melhor a cada dia. Estou muito feliz em estar vivo, de estar conversando com você e de aproveitar cada segundo da minha vida", disse.

Clique aqui para assistir a uma parte da entrevista no site oficial do programa da Oprah, ou assista abaixo a um trecho exibido no programa E! News: