Brian May e Roger Taylor tiveram chances de sair do Queen - mas recusaram

Guitarrista e baterista revelaram como receberam ofertas das bandas Sparks e Genesis

Marina Sakai | @marinasakai_ (sob supervisão de Itaici Brunetti) Publicado em 03/04/2021, às 13h30

None
Queen em Bohemian Rhapsody (Foto: Divulgação)

Brian May e Roger Taylor, guitarrista e baterista do Queen, respectivamente, lembraram de quando receberam propostas para trocar de banda antes de obter sucesso mundial ao lado de Freddie Mercury. As informações são do Ultimate Classic Rock

May foi recrutado pelos irmãos Ron e Russell Mael, da banda de rock Sparks, logo depois do lançamento de “Killer Queen” e do hit da Sparks, "This Town Ain’t Big for the Both of Us.” O guitarrista contou ao Louder Sound que eles disseram que o Queen não faria mais sucesso e não iria a lugar nenhum. May simplesmente respondeu com: “Obrigado, mas não, obrigado. Estou bem.”

+++LEIA MAIS: Há 40 anos, Queen fazia 1ª show no Brasil e criava relação de amor com o país [FLASHBACK]

Com Roger Taylor, a banda foi o Genesis, de Phil Collins e Peter Gabriel. Nesse caso, o recrutamento foi mais sutil, Taylor foi convidado para ouvir a banda no estúdio e depois foram a um bar. Contudo, o integrante do Queen ficou com a impressão de que eles o queriam, porque estavam sem baterista na época.

“São pessoas incríveis, mas eu não entendia a música. Era um pouco progressivo demais para mim. Também tive uma oferta de Mick Ronson e Ian Hunter. Seríamos Hunter RonsonTaylor, teria sido bom,” revelou o baterista.


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


Na mesma entrevista ao Louder Sound, Taylor e May contaram como protagonizaram a maioria das brigas do Queen. Apesar de brigar por quase tudo — “uma nota, um tempo, um copo de café, uma janela,” como disse May — sempre retornavam ao que chamavam de “nave mãe.”

Taylor também lembrou como Mercury era o apaziguador, apesar de muitas pessoas acharem que o vocalista era quem causava as intrigas.

“[Freddie] era muito pragmático. Se uma situação surgisse entre Roger e eu, ele conseguia achar um comprometimento. Uma das frases assinadas de Freddie era ‘não cedemos.’ Mas na banda cedíamos. Por isso, sobrevivemos,” disse Brian May.


+++ KONAI: 'ESTAMOS EM PRESSÃO CONSTANTE PARA SER O QUE NÃO É NOSSO NATURAL' | ENTREVISTA