Brian May tem melhor solo de guitarra de todos os tempos, segundo revista

Para a publicação, Bohemian Rhapsody, do Queen, possui o melhor solo de guitarra

Itaici Brunetti | @itaicibrunetti Publicado em 22/01/2021, às 13h15

None
Brian May e Freddie Mercury (Foto: Reprodução/Instagram)

A revista Total Guitar, especializada no instrumento de seis cordas, listou os 50 melhores solos de guitarra de todos os tempos e elegeu a performance de Brian May, do Queen, em "Bohemian Rhapsody", como a vencedora. 

Segundo a publicação, o solo de Brian May em "Bohemian Rhapsody" ficou na frente de solos clássicos de Jimmy Page, do Led Zeppelin, Eddie Van Halen, do Van Halen, Eric Clapton, Jimi Hendrix e muitos outros heróis da guitarra. 

+++LEIA MAIS: Queen: Brian May faz homenagem a Freddie Mercury nas redes sociais

Através de sua conta no Instagram, Brian May reagiu surpreso ao ver que foi escolhido: "O melhor solo de guitarra de todos os tempos? Uau! Muito obrigado a todos vocês, leitores da Total Guitar. Não sou digno, mas aprecio muito".

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Brian Harold May (@brianmayforreal)

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

Para a Total Guitar, Brian May contou que a cena do filme Bohemian Rhapsody, em que mostra o ator que o interpretou gravando o solo de guitarra da música no estúdio, é bem fiel à vida real, pois os integrantes do Queen se pressionavam a gravar vários takes até chegar perto da perfeição. 

"A gente ensaiava e gravava. Fazíamos até acertar", relembrou o guitarrista de 73 nos. "De uma forma positiva, estávamos sempre pressionando e incentivando um ao outro a tentar coisas novas e ir além. Era parte da mágica que tínhamos", concluiu May. 

As informações são do site inglês The Express.

+++LEIA MAIS: Brian May diz que participação de Axl Rose em tributo a Freddie Mercury é 'momento para levar para o túmulo'


+++ PÉRICLES | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL


+++MAIS SOBRE O QUEEN: The Weeknd, IDLES e mais: 5 músicas que mencionam Freddie Mercury

 

Flying Lotus, Snoop Dogg e Captain Murphy - “Dead Man’s Tetris”

Dead Man’s Tetris” é uma das canções que compõem o quinto disco da carreira de Flying Lotus, o qual explora a experiência da morte humana. Gravada em parceria com Snoop Dogg e Captain Murphy, a música retrata a tomada de consciência sobre a morte. E, enquanto os músicos passeiam pelo plano astral, eles encontram ninguém menos que Freddie Mercury no caminho. 


IDLES - “Danny Nedelko”

A banda IDLES homenageou a história de imigração de Mercury, que nasceu na Tanzânia, na música “Danny Nedelko”, do disco Joy as an Act of Resistance (2018). 

Com uma mensagem pró-imigração, o vocalista Joe Talbot canta: “Meu irmão de sangue é um imigrante / Um lindo imigrante / Meu irmão de sangue é Freddie Mercury … Ele é feito de ossos, ele é feito de sangue / Ele é feito de carne, ele é feito de amor / Ele é feito de você, ele é feito de mim”.


Bryson Tiller e The Weeknd - “Rambo (Last Blood)”

O nome do vocalista do Queen também aparece na letra de “Rambo (Last Blood)”, faixa presente na versão deluxe do disco Trapsoul(2015), de Bryson Tiller. A canção é uma parceria com The Weeknd, que, logo nos primeiros versos, canta: “Acabei de assinar um acordo tão grande que é um segredo / Angels da Victoria Secret dançam ao redor de mim por uma razão / Abra suas asas para mim como se eu fosse o Freddie Mercury”.


Macklemore e Eric Nally - “Ain’t Gonna Die Tonight” 

Macklemore é outro artista que cita Freddie Mercury em uma canção. Nos primeiros versos de “Ain’t Gonna Die Tonight”, em parceria com Eric Nally, o rapper diz: “Abra a porta para eles, nós vamos tocar hoje à noite / Traga a banda marcial e ligue as luzes do estádio / Eles vão aprender comigo, esta é a nossa igreja da / Vida de um campeão, ugh, tão Freddie Mercury”.


The Killers - “Wembley Song” 

Fazer um show no estádio de Wembley, em Londres, é um feito histórico para a carreira de qualquer músico, até mesmo para Freddie Mercury. É por isso que o The Killers decidiu compor uma canção especial para o show que a banda fez no local, em 2013.

Com mais de cinco minutos de duração, “Wembley Song” relembra os grandes músicos que já se apresentaram no estádio, do U2 ao Queen. “Freddie Mercury e o Queen/ Eu ainda posso ouvir o Freddie cantar”, diz  Brandon Flowers antes de soltar um “day-oh” - muito similar ao icônico “eh-oh” que Mercury cantou no Live Aid para interagir com a plateia.