Brian Wilson pede boicote aos Beach Boys por show em evento de caça com Donald Trump Jr.

"Não há nada que possamos fazer pessoalmente para interromper o show; portanto, junte-se a nós para assinar a petição", pediu Wilson aos fãs no Twitter

Redação Publicado em 04/02/2020, às 15h40

None
Brian Wilson (Foto: Erik Kabik/AP)

Uma petição criada pelo Chance.org pede para que os fãs "parem de comprar ou baixas músicas do Beach Boys, ir aos shows ou comprar qualquer mercadoria da banda", até que cancelem o show na Convenção Internacional Safari Club, que acontecerá entre os dias 5 e 8 de fevereiro em Reno, Nevada, e que tem Donald Trump Jr. como figura principal do evento. 

+++ LEIA MAIS: O sucesso dos Beach Boys se deve a Dick Dale, diz Bruce Johnston

Brian Wilson  e Al Jardine são os principais apoiadores ao boicote à banda. Ambos os músicos não fazem mais parte da atual turnê do Beach Boys, que tem apenas um integrante, Mike Love

No twitter, Wilson: "Esta organização apoia a caça de animais, à qual Al e eu somos enfaticamente contra. Não há nada que possamos fazer pessoalmente para interromper o show; portanto, junte-se a nós para assinar a petição". 

+++ LEIA MAIS: Brian Wilson, dos Beach Boys, cancela turnê por se sentir "mentalmente inseguro"

O evento vende armas e outros equipamentos de caça e apresenta seminários. 

Em um comunicado, Love se pronunciou e afirmou que o show irá prosseguir como planejado: "Estamos ansiosos por uma noite de boa música em Reno e, como sempre, apoiamos a liberdade de pensamento e expressão como um princípio fundamental de nossos direitos como americanos".

No início dos anos 1990, Love processou Wilson duas vezes - e ganhou os casos - por créditos de composições e difamação em uma biografia de Wilson, e também ganhou uma liminar contra Jardine por usar o nome Beach Boys, pelo qual ganhou uma licença para uma turnê exclusiva em 1998. 


 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 2), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL