Brian Wilson responde a Mike Love: “Parece que estamos sendo demitidos”

Em carta aberta a Mike Love, compositor do Beach Boys diz que gostaria de continuar com a turnê da banda

Patrick Doyle Publicado em 10/10/2012, às 10h52 - Atualizado às 14h41

Vida de Brian Wilson será contada em filme
AP

Na última sexta, 5, Mike Love publicou uma carta no Los Angeles Times numa tentativa de esclarecer a razão pela qual ele e Bruce Johnson agendaram shows do Beach Boys no outono [no hemisfério norte] sem Brian Wilson e Al Jardine. A turnê sucede a histórica e aclamada reunião de 50 anos de aniversário da banda, finalizada em Londres, no dia 28 de setembro. “Eu não demiti Brian Wilson dos Beach Boys”, escreveu Love. “Eu não sou seu chefe. Eu não tenho tal autoridade. E mesmo se tivesse, eu nunca demitiria Brian da banda. Eu amo o Brian Wilson. Nós somos parceiros. Ele é meu primo de nascimento e irmão na música.”

Beach Boys relembram os 50 anos de carreira.

Mas nesta segunda, 9, em outro artigo do Los Angeles Times, Brian Wilson respondeu com uma visão diferente dos fatos: “Até onde eu sei, eu não posso ser demitido – não seria legal”, disse Wilson. “A negatividade ao redor todos os comentários me chateou. O confuso é que no momento em que eu, Al e David [Marks] não temos a permissão de Mike para fazer turnê com a banda, parece que estamos sendo demitidos.”

Wilson continuou: “O que nos incomoda é que temos inúmeras ofertas para continuar, então, porque não iríamos querer? Todos nós colocamos nossos corações e alma naquele álbum e os nossos fãs nos recompensaram com um terceiro lugar na parada da Billboard norte-americana e esgotando os nossos shows. Todos ficamos extasiados com a resposta”.

Wilson parece genuinamente destruído com a possibilidade de negar as propostas de futuras turnês nos Estados Unidos e Reino Unido. “Eu e Al, baseados no entusiasmo de todos, assumidos que estas propostas seriam consideradas já que todos nós sabíamos sobre elas. Digo, quem não gostaria de tocar no Hollywood Bowl de novo? Ou no Madison Square Garden e Wrigley Field? Que melhor maneira de comemorar o ano novo do que com uma banda que completa 50 anos? Isso teria arrebentado.”

Wilson concluiu: “É da minha opinião e de Al que nós juntos somos uma incrível representação dos Beach Boys... Eu ainda me pego imaginando porque ele não quer que continuemos nesta grande viagem. Eu e Al queremos continuar porque acreditamos que devemos isso à música. Em poucas palavras é isso. Todas essas conversas precisam ficar entre nós e eu convido Mike a me ligar.”