Briga entre Kanye West e Taylor Swift volta à tona depois de 11 anos - o momento não podia ser pior

Kim Kardashian, esposa do rapper, usou o Twitter para acusar a cantora norte-americana de mentir e reviver a briga

Redação Publicado em 24/03/2020, às 16h42

None
Taylor Swift, Kanye West e Kim Kardashian (Montagem via Rolling Stone EUA: SPACE/Shutterstock, Evan Agostini/Invision/AP/Shutterstock, Matt Baron/Shutterstock, Shutterstock)

O vazamento, no fim de semana, de uma ligação telefônica de 2016 sobre a música de Kanye West, "Famous", reacendeu a briga do rapper com Taylor Swift. Com isso, a esposa dele, Kim Kardashian, foi ao Twitter acusar a cantora norte-americana de mentiras.

+++LEIA MAIS: Em trecho de diário, Taylor Swift revela como se sentiu após Kanye West interromper seu discurso no VMA 2009 

O primeiro encontro de Swifte Kanye West foi no MTV Video Music Awards de 2009, quando o rapper interrompeu o discurso de aceitação da cantora que recebia o prêmio de Melhor Vídeo Feminino e alegou que Beyoncé quem deveria ter ganhado.

As tensões permaneceram entre os dois com referências veladas um ao outro nas músicas deles. Em 2015, a dupla ‘enterrou’ publicamente a briga no VMAsquando a cantora presenteou o rapper no Prêmio de Vanguarda.

+++LEIA MAIS: Crítica tem opiniões polêmicas sobre 'Miss Americana', de Taylor Swift: 'Não escapa da bolha de popstar'

A briga parecia ter acabado, no entanto, o rapper lançou The Life of Pablo no início de 2016. Na música "Famous", Kanye cantou: "Sinto que eu e Taylor ainda podemos fazer sexo. Por que? Eu fiz aquela vad** famosa. Droga, eu fiz essa vad** famosa."

West, contudo, alegou que havia pedido permissão a Swift. Mas, a declaração do publicitário da cantora Tree Paine garante que ela não havia sido informada da frase "Eu fiz essa vad** famosa".

+++ LEIA MAIS: Kanye West se declara 'o maior artista que Deus já criou' em culto no Texas

Agora, o telefonema que vazou no fim de semana mostra-se favorável a cantora: se é, de fato, a ligação toda. O rapper não toca a música na íntegra e nunca menciona a frase pela qual ela estava com raiva há anos.

"Em vez de responder a quem está perguntando como eu me sinto sobre o telefonema que vazou, provando que eu estava falando a verdade o tempo todo sobre *aquela ligação* (você sabe, aquela que foi gravada ilegalmente, que alguém editou e manipulou) para me enquadrar e colocar eu, minha família e fãs no inferno por 4 anos. Vire para ver o que realmente importa", escreveu Taylor no Stories do Instagram, nesta segunda, 23.

+++LEIA MAIS: Johnny Cash e Kanye West: O que esses artistas têm em comum?

O link na história do Instagram redirecionava os seguidores para o Fundo de Resposta de Solidariedade COVID-19 da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Mais tarde nesta segunda, Kardashianusou o Twitter para acusar Swift de reacender a briga: "Taylor Swift optou por reacender uma troca antiga - que neste momento parece muito egoísta, dado o sofrimento que milhões de vítimas reais estão enfrentando no momento", escreveu.

Ela continuou: "Eu não senti a necessidade de comentar alguns dias atrás, e estou realmente muito envergonhada e mortificada por fazê-lo agora, mas, porque ela continua a falar sobre isso, sinto que não me resta uma escolha, a não ser responder porque ela está realmente mentindo."

+++LEIA MAIS: Donald Trump elogia novo disco do Kanye West, Jesus Is King: "é a essência da criatividade destemida"

"Para deixar claro, o único problema que tive em relação à situação foi que Taylor mentiu através de seu publicitário, que afirmou que 'Kanye nunca ligou para pedir permissão'. Eles falaram claramente, então eu deixei todos verem isso. Ninguém nunca negou que a palavra 'vad**' foi usada sem a permissão dela", completou.

"No momento em que eles falaram, a música ainda não havia sido totalmente escrita, mas como todos podem ver no vídeo, ela manipulou a verdade da conversa real em sua declaração quando sua equipe disse que 'Recusou e advertiu-o sobre o lançamento de uma música com uma mensagem misógina tão forte'. A mentira nunca era sobre a palavra 'vad**'. Era sempre se havia uma ligação ou não e o tom da conversa", falou sobre a música “Famous”. 

Kim concluiu: "Esta será a última vez que falo sobre isso, porque honestamente, ninguém se importa. Desculpe incomodar todos vocês com isso. Sei que todos estão lidando com assuntos mais sérios e importantes."


+++ CORONAVÍRUS: DEVEMOS REALMENTE CANCELAR SHOWS E EVENTOS?