Briga judicial com ex-empresário de Michael Jackson chega ao fim

Tohme R. Tohme ganhará um acordo de US$ 3 milhões da propriedade do falecido cantor

Redação Publicado em 17/07/2020, às 19h19

None
Michael Jackson (Brittain Landmark Media Punch / IPX)

O ex-empresário de Michael Jackson, Tohme R. Tohme, ganhou um acordo de US$ 3 milhões da propriedade do falecido cantor (via Consequence of Sound).

Tohme R. Tohme deve receber o dinheiro que ele alegou ter sido originalmente prometido em um acordo de 2019, mas que nunca foi finalizado por escrito.

+++ LEIA MAIS: 10 anos depois: Os últimos dias de Michael Jackson

Tohme foi um dos últimos empresários de Jackson antes da morte do artista em 2009. Ele processou a propriedade em 2012, alegando que o deviam uma comissão de 15% do dinheiro que Jackson ganhou no último ano de vida e as receitas do This Is It.  

Em 2019, os responsáveis pelo legado de Michael Jackson recusaram pagar o valor estabelecido pelo acordo entre o astro do pop e Tohme Tohme. Na época, o juiz falou como Tohme poderia abrir um novo processo com o objetivo de fazer com que o acordo fosse cumprido.

+++ LEIA MAIS: Se o legado de Michael Jackson for destruído, a culpa é dele, diz produtor do Rei do Pop

Em novembro de 2019, o ex-empresário processou os representantes do músico por quebra de contrato. Essa foi mais uma tentativa de fazer o tribunal obrigar a propriedade a entregar o dinheiro, mesmo que o acordo não tivesse sido finalizado por escrito, porque eles teriam feito um acordo verbal.

No contrato em questão, se Tohme recebesse os US$ 3 milhões, ele não poderia mais abrir ações judiciais. "A intenção do acordo foi finalmente anular todas as reivindicações de Tohme para que o Estado não seja sobrecarregado por litígios futuros de reivindicações antigas", revelam os documentos, de acordo com a Billboard.


+++ 15 HISTÓRIAS INACREDITÁVEIS (E REAIS) DE OZZY OSBOURNE