Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças: 9 curiosidades sobre o filme que está de volta à Netflix

O longa-metragem protagonizado por Jim Carrey e Kate Winslet está disponível para streaming

Redação Publicado em 20/12/2019, às 09h55

None
Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (Foto: Divulgação)

O Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembrançasvoltou ao catálogo da Netflix na última segunda-feira, 16. O filme protagonizado por Jim Carrey e Kate Winslet foi retirado da plataforma de streaming por questões contratuais em 2013.

O longa-metragem dirigido por Michel Gondry, conta a história de Clementine, que decide fazer um tratamento experimental para apagar o ex Joel da memória após uma desilusão amorosa. Contudo, enquanto está no processo de esquecimento, a personagem se arrepende e faz de tudo para se lembrar do ex-namorado quando acordar novamente.

+++ LEIA MAIS: 53 estreias da Netflix de janeiro: Jurassic Park, Bojack Horseman, franquia Bourne e mais 

E, para comemorar a volta desse clássico ganhador do Oscar para a Netflix, separamos 9 curiosidades sobre o filme. Confira:

A imagem clássica de Joel e Clementine no rio congelado não foi planejada 

Segundo o site Mental Floss, o roteiro do longa-metragem indicava que os personagens deveriam aparecer deitados em cima da neve. Porém, o clima da região não ajudou e fez a produção gravar a cena em cima do lago congelado, que deu origem imagem icônica de Joel e Clementine deitados em cima do gelo rachado.

A história foi inspirada em um experimento do artista francês Pierre Bismuth

+++ LEIA MAIS: Erro em Esquadrão 6, da Netflix, mostra Ryan Reynolds em 2 lugares ao mesmo tempo; veja

Pierre Bismuth teve a ideia de fazer um experimento em que mandaria para pessoas cartões dizendo que elas foram apagadas da memória de alguém que pensavam conhecer. Foi após descobrir sobre o experimento do artista contemporâneo que Gondry se reuniu com o roteirista Charlie Kaufman para desenvolver uma narrativa baseada nesta ideia. Quando o filme recebeu o Oscar de Melhor Roteiro Original, os três artistas receberam estatuetas.

A maioria das cenas foram gravadas sem efeitos especiais ou cortes

A cena em que Joel vê a si mesmo em um encontro com o Dr. Howard Mierzwiak por meio das próprias memórias foi feita sem cortes. Jim Carrey tinha que trocar de roupa enquanto passava por trás da câmera para interpretar as duas versões de si mesmo. No final do filme, a cena em que a maré invade a casa na praia também foi feita sem efeitos. A produção construiu a casa próximo ao mar para a água entrar naturalmente.

O roteiro original iria contar a história 50 anos depois de Clementine apagar a própria memória 

+++ LEIA MAIS: Além de Game Of Thrones: 9 filmes e séries no catálogo da Netflix com cenas de sexo explícitas [LISTA]

No roteiro original, a versão idosa da personagem Mary, interpretada por Kirsten Dunst, publicar um livro sobre a Lacuna. Ao longo da narrativa, o filme mostra que ela ainda está casada com o Howard e que Clementine apagou Joel da própria mente pelo menos 15 vezes.

Kate Winslet não pintou o cabelo, mas usou perucas

Como as gravações do filme não seguiram a ordem cronológica dos acontecimentos do roteiro, Kate usou perucas ao longo de toda a filmagem. Segundo a atriz, tinha dias em que precisava mudar três vezes a cor do cabelo para gravar diferentes cenas.

Nicolas Cage quase foi o protagonista

+++ LEIA MAIS: Nicolas Cage pode interpretar Nicolas Cage em filme sobre... Nicolas Cage

Nicolas Cage quase foi o protagonista do filme no lugar de Jim Carrey. Gondry disse em uma entrevista: "Todo diretor independente que queria fazer um filme comercial pediu ao Nicolas Cage para estar no filme dele depois de Despedida em Las Vegas, mas ele só fazia um em cada dez projetos".

Existe uma deletada em que a ex-namorada de Joel aparece

Ao longo do filme, Joel menciona diversas vezes a ex-namorada Naomi, mas ela não foi incluída no corte final do filme. Contudo, existe uma cena extra em que a voz da personagem pode ser ouvida em uma ligação. Assista ao trecho aqui:

Todos os atores foram encorajados a improvisar, menos Jim Carrey

+++ LEIA MAIS: Melhor do que Game of Thrones? The Witcher, nova série da Netflix, ganha trailer intenso [VÍDEO]

Em entrevista ao Daily Beast, Gondry revelou que incentivava os atores a improvisar nas cenas, exceto Jim Carrey, por causa da personalidade tímida e calculada de Joel. Ele disse: “Às vezes, eu tinha que conversar com Kate Winslet em uma sala diferente e dizer a ela: 'Como você quiser. É uma comédia.' E para Jim, eu dizia: 'Isso é um drama, não uma comédia ".

O diretor só percebeu como o filme era realista depois que a namorada dele terminou com ele 

+++ LEIA MAIS: Os 7 piores filmes da Netflix, segundo os assinantes - e é claro que tem filme do Adam Sandler na lista [LISTA]

Gondry revelou que só entendeu o quão realista o filme era depois que a namorada dele terminou com ele. O diretor contou que, antes disso, acreditava que algumas atitudes dos personagens eram clichês de histórias de amor.