Brinquedos de Toy Story viram personagens de Tiger King em ilustração bizarra; veja

Tommy Taylor conseguiu transformar Woody em Joe Exotic em uma imagem perturbadora

Redação Publicado em 10/04/2020, às 14h59

None
Joe Exotic, de Tiger King e FanArt (Foto: Netflix / Divulgação | Foto 2: Reprodução/Instagram/Tommy Taylor)

A Netflix lançou a série documental Tiger King, em português, A Máfia dos Tigres, no dia 20 de março e rapidamente conquistou a atenção do público com a história bizarra de Joseph Maldonado-Passage, um dono de zoológico acusado de encomendar um assassinato.

+++ LEIA MAIS: Tiger King: 3 coisas que você não sabia sobre o novo sucesso da Netflix

Ao longo de 7 episódios, a produção mostra a excêntrica vida deJoe "Exotic" ao redor de compras de animais selvagens, músicas country, seitas e relacionamentos poliamorosos. A série também explora a rivalidade de Joe com Carole Baskin, uma ativista da causa animal que se tornou alvo de uma assassinato encomendado, em 2017. Apesar da indicação na plataforma, muitos espectadores ficaram chocados ao descobrir que o seriado conta uma história real, que ocorreu no Texas, Estados Unidos. 

Uma fanart de Tiger King imagina Woody e Buzz de Toy Story como Joe Exotic e o ex-marido, John Finlay. A arte foi criada por Tommy Taylor e compartilhada pelo mesmo no Instagram no último final de semana.

+++LEIA MAIS: A bizarra conexão entre Michael Jackson e Joe Exotic, do sucesso Tiger King, da Netflix

A arte ficou muito bem-sucedida e é até mesmo assustadora e bizarra de tão realista. Taylor fez um ótimo trabalho ao unir Woody e Buzz com Exotic e Finlay. Em detalhes, o artista inclui todas as características dos dois. 

Taylor deu a Buzz uma tatuagem inspirada na de Finlay, da propriedade privada de Joe Exotic, trocando o nome de Joe por Andy de Toy Story e usando uma fonte que se parece com a letra de Andy.

+++LEIA MAIS: Ativista Carole Baskin acusa documentário Tiger King de ser cheio de 'mentiras de pessoas que não são confiáveis'

Veja a arte:


+++ DISCOGRAFIA DO THE STROKES: OS ALTOS E BAIXOS DOS ARRUACEIROS DE NOVA YORK