Rolling Stone Festival: Far From Alaska e Ego Kill Talent unem forças e tocam faixa conjunta inédita

Apresentação ainda contou com “invasão” das bandas Supercombo, Medulla e Scalene

Luísa Jubilut Publicado em 03/12/2016, às 23h01 - Atualizado em 09/12/2016, às 15h52

Ego Kill Talent e Far From Alaska no Rolling Stone Festival

Ver Galeria
(19 imagens)

De um lado do ringue, também conhecido como Palco Devassa Sente o Clima, do Rolling Stone Festival, Ego Kill Talent. Do outro lado, Far From Alaska, do Rio Grande do Norte. Mas o que houve ali não foi luta – muito pelo contrário. As bandas uniram suas forças e entregaram um show energético e uma faixa colaborativa inédita, a visceral “Collision Course”.

Os músicos do EKT foram os primeiros a subir ao palco. O grupo formado em 2014 e que conta com Jonathan Corrêa, vocalista (ex-Reação em Cadeia), Theo Van Der Loo, guitarrista e baixista, Raphael Miranda, baterista e baixista (ambos ex-Sayowa), Estevam Romera, guitarrista e baixista (ex-Desalmado), e Jean Dolabella, baterista e guitarrista (ex-Sepultura), apresentou faixas dos EPs Still Here, Sublimated e de um terceiro, ainda sem nome, que deve ser lançado até o fim deste ano.

Após “There Will Be Blood”, eles interromperam o show para um anúncio especial: “É com o maior prazer que queremos dividir e entregar o palco para o Far From Alaska. Mas, antes, vamos tocar pela primeira vez a música que fizemos juntos.”

“Que coisa mais linda!”, respondeu a vocalista Emmily Barreto, acompanhada pela tecladista e vocalista Cris Botarelli, o baixista Edu Filgueira, o guitarrista Rafael Brasil e o baterista Lauro Kirsh. “Collision Course” combinou as vozes vigorosas dos dois cantores, somou as guitarras densas e, graças à boa química, multiplicou a energia de cada um dos grupos.

A apresentação continuou com os potiguares, que executaram "Thievery", "Deadmen", “Politiks” e “Dino Vs. Dino”, todas do forte disco de estreia da banda, modeHuman.

Em clima de festa, Far From Alaska não só convocou os amigos do Ego Kill Talent para a despedida do público, mas abriu a porta para os músicos das bandas Supercombo, Medulla e Scalene, que se recusaram a sair do palco antes de tirar uma foto de lá de cima mostrando toda a plateia.

PALCO DEVASSA PURO MALTE

CAPITAL INICIAL: 23h – 0h30h

TITÃS: 21h30 – 22h30

FREJAT: 20h – 21h

PALCO DEVASSA SENTE O CLIMA

SEPULTURA: 22h30 – 23h45

REPUBLICA: 21h – 22h

Acompanhe a cobertura do festival pelas nossas redes sociais: Estamos no Twitter (@rollingstonebr), Facebook (/rollingstonebrasil) e Instagram (@rollingstonebrasil). Poste seus vídeos e fotos com a hashtag #rollingstonefestival e marque a gente!